Atriz Cristiane Machado grava agressões do marido com câmeras escondidas

Empresário Sergio Schiller Thompson-Flores está foragido

Por O Dia

Cristiane Machado gravou as agressões que vinha sofrendo por parte do marido com câmeras escondidas no quarto do casal
Cristiane Machado gravou as agressões que vinha sofrendo por parte do marido com câmeras escondidas no quarto do casal -

Rio - A atriz Cristiane Machado instalou câmeras escondidas no quarto de sua casa para gravar as agressões que vinha sofrendo por parte do marido, o empresário Sergio Schiller Thompson-Flores. As imagens foram exibidas no "Fantástico", que foi ao ar na noite deste domingo. 

No vídeo, Sergio Schiller Thompson-Flores aparece empurrando, batendo e tentando enforcar a atriz no dia 31 de outubro. O empresário também aparece ameaçando a atriz e sua família em gravações de celular. Em outras imagens, Sergio usa um fio de telefone para tentar enforcar a mulher.

Cristiane denunciou o marido à polícia e afirmou ter medo de ser morta. Uma liminar enviada ao "Fantástico" impede a divulgação de informações sobre o inquérito que foi aberto após a denúncia de Cristiane.

Em nota, os advogados do empresário negam as agressões e afirmam ser ilegal o mandado de prisão por descumprimento de medida protetiva. Segundo eles, durante setembro e outubro o casal conviveu em harmonia. A nota diz, ainda, que as acusações de Cristiane são movidas por interesse financeiro e que as imagens foram editadas. 

Cristiane Machado atuou em várias novelas da Gobo. Sergio Schiller Thompson-Flores é ex-diplomata e empresário. Eles se conheceram em março do ano passado e se casaram em novembro do mesmo ano. A cerimônia religiosa aconteceu cinco meses depois. 

"Ele era extremamente amoroso, cuidadoso. Eu tinha encontrado o amor da minha vida. Ele era o meu príncipe", disse a atriz, que contou que o marido começou a ficar agressivo no espaço de tempo entre o casamento civil e religioso.

"Começa muito sutil, com empurrão, ou às vezes uma palavra grosseira. Ele me diminuía, me chamava de burra. Eu não podia mais ter senha no meu celular, ele tinha que ter acesso ao meu celular. Sempre que eu discordava dele era uma briga. Aí um dia ele chegou nervoso do trabalho, estressado, eu perguntei por que ele tava estressado e ele falou 'não quero falar com você'. E aí me deu o primeiro empurrão. Me bateu. Me deu o primeiro tapa. Na cara", contou. 

Em imagens gravadas pelo celular, o empresário aparece quebrando a casa com uma machadinha. "Foi uma madrugada inteira. Eu várias vezes tentando ir embora, 'Sergio, deixa eu ir embora, eu quero dormir na minha mãe, deixa eu ir embora, por favor'", disse a atriz sobre o episódio. 

Ela chamou a polícia e o marido foi preso em flagrante. Saiu da cadeia após pagar fiança, mas foi proibido de se aproximar da mulher. Ainda assim, Cristiane decidiu manter o casamento no religioso, que já estava marcado. 

"Eu fui pra casa da minha mãe e fiquei na casa da minha mãe quando ele me procurou, os filhos dele me procuraram pra gente ter uma conversa. E aí ele ajoelhou na rua dizendo que eu era o amor da vida dele. Pediu desculpa na frente dos filhos. Disse 'todo mundo já sabe que eu tô errado. E eu acabei perdoando", relembrou. 

Após o casamento no religioso, a violência continuou. Ele chegou até a ameaçá-la com uma faca. Foi então que a atriz decidiu instalar as câmeras no quarto. No dia 31 de agosto, Cristiane houve mais agressões e Cristiane decidiu denunciar o marido à Delegacia da Mulher. 

"Foi decretada a prisão preventiva após eu ter denunciado na delegacia e agora ele está foragido. Eu me sinto a foragida e ele a pessoa livre. Eu fico com medo de andar nas ruas. Todos os hábitos que eu imagino que ele saiba meus, pela convivência, eu estou mudando. E eu me sinto enclausurada, presa dentro dessa historia", lamentou.

Últimas de Rio de Janeiro