Preso ex-PM que se passava por policiais civis para extorquir comerciantes

Carlos Augusto Toledo de Ambrosis e um outro miliciano, também preso nesta semana, usavam objetos falsos da Polícia Civil para praticar o crime

Por O Dia

Carlos Augusto Toledo de Ambrosis usava objetos falsos da Polícia Civil no crime
Carlos Augusto Toledo de Ambrosis usava objetos falsos da Polícia Civil no crime -

Rio - Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) prenderam, nesta quinta-feira, o ex-PM Carlos Augusto Toledo de Ambrosis. Ele e o também miliciano Davi Liberato de Araújo, preso na última segunda, em Magé, se passavam por agentes da DCOD e de outras delegacias para extorquir comerciantes. Os dois usavam camisa, carteira, distintivo e mandados de busca e apreensão falsos para praticar o crime.

De acordo com a Polícia Civil, todos os objetos utilizados para extorsão foram encontrados no momento da prisão de Davi, além de um Renault Sandero, roubado em Belford Roxo. O veículo era usado como viatura descaracterizada para a prática dos crimes.

Davi Liberato de Araújo foi preso nesta segunda - Divulgação / Polícia Civil

Carlos Augusto foi expulso da Polícia Militar por fazer roubos de cargas. Davi já havia sido preso em 2008 pela prática de tortura na favela do Batan, em Realengo, quando era o segundo na hierarquia da milícia da região. 

Os dois estavam nas ruas por causa de liberdade condicional concedida a eles, que foi revogada. Contra eles, também haviam mandados de prisão em aberto.

Um vídeo mostra os dois criminosos em ação; assista!

A Polícia Civil divulgou imagens do momento em que Carlos Augusto chegava preso à Cidade da Polícia, no Jacaré; confira!

Galeria de Fotos

Carlos Augusto Toledo de Ambrosis usava objetos falsos da Polícia Civil no crime Divulgação / Polícia Civil
Davi já havia sido preso em 2008 por tortura Divulgação / Polícia Civil
Davi Liberato de Araújo foi preso nesta segunda Divulgação / Polícia Civil
Distintivo falso que Davi tinha Divulgação / Polícia Civil

Últimas de Rio de Janeiro