Capilé vai para presídio de segurança máxima, conhecido como Bangu 1, no Complexo de Gericinó

Ele foi preso no Paraguai no sábado e expulso do país no mesmo dia

Por ADRIANA CRUZ

Carlos Eduardo Sales Cardoso, o Capilé, foi capturado em Assunção. Agentes apreenderam 118 mil dólares
Carlos Eduardo Sales Cardoso, o Capilé, foi capturado em Assunção. Agentes apreenderam 118 mil dólares -

Rio - O traficante Carlos Eduardo Sales Cardoso, o Capilé, será levado direto para a penitenciária Laércio da Costa Pellegrino, conhecida como Bangu 1, no Complexo Penitenciário de Gericinó, no momento em que chegar ao Rio. Ele foi preso sábado no Paraguai e expulso do país no mesmo dia, seguindo para o Paraná. Oficialmente, até o momento, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) não recebeu informações sobre a chegada de Capilé, que pousou na cidade por volta das 21h.

Capilé é apontado como um dos chefes do tráfico de drogas na favela de Acari, na Zona Norte. Ele foi preso em uma ação conjunta de agentes da 39ª DP (Pavuna) e da Polícia Federal. O traficante foi encontrado em imóvel em bairro chique de Assunção, capital paraguaia. No local, havia sistema de segurança, grades e cerca eletrificada. Os agentes encontraram joias, coleção de relógios e 118 mil dólares em dinheiro (R$ 460 mil).

Foragido há dez anos e com mandados de prisão por tráfico de drogas e homicídio no Brasil, Capilé vivia no Paraguai desde 2015, de acordo com as investigações. Segundo a polícia, ele era o responsável pelo acompanhamento das negociações que garantiam a chegada de toneladas de drogas e armas à favela de Acari.

Um funcionário do Senad disse, em entrevista dada a um jornal paraguaio, que Capilé buscava estabelecer uma base de operações para a facção em Assunção. O traficante ainda tinha um documento de identidade com um nome falso.

Últimas de Rio de Janeiro