Prefeitura reforça alerta para vacinação contra a febre amarela

Objetivo da medida é atrair os cariocas que ainda não se vacinaram a comparecerem a uma das 232 unidades da rede de Atenção Primária

Por O Dia

Prefeitura reforça alerta para vacinação contra a febre amarela
Prefeitura reforça alerta para vacinação contra a febre amarela -

Rio - A Prefeitura do Rio retornou com a campanha de vacinação contra a febre amarela. O objetivo é atrair os cariocas que ainda não se vacinaram a comparecerem a uma das 232 unidades da rede de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de Saúde) para se protegerem contra a doença.

Seguindo a orientação do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde também ampliou o público-alvo da vacinação. O grupo passa a ser formado também pelas pessoas com 60 anos ou mais, além dos que já faziam parte que são as crianças a partir dos 9 meses e adultos com até 59 anos.

As altas temperaturas previstas para o verão que começa nos próximos dias, além do período de férias escolares e da grande circulação de turistas na cidade, são motivos para que a Secretaria Municipal de Saúde reforce o alerta para vacinação.

Somente neste ano, 1,5 milhão de doses da vacina foram aplicadas na cidade do Rio. Somando-se à população imunizada nos anos anteriores, já são 4,6 milhão de pessoas protegidas contra a doença, o que dá uma cobertura de 86% da população alvo da vacina – pessoas de nove meses a 59 anos de idade. A vacina oferecida nas unidades de saúde é a dose integral.

A vacina da febre amarela é feita com vírus vivo e tem contraindicações importantes para bebês até oito meses e pessoas que tenham quadro de imunodeficiência por doença ou tratamento. Também há restrições para as pessoas com alergia grave ao ovo.

O último surto de febre amarela na região Sudeste do Brasil, entre 2017 e 2018, foi do tipo silvestre da doença, causado pelo mosquito Haemagogus, comum em áreas de mata. 

Últimas de Rio de Janeiro