Quatorze minutos de fogos vão iluminar o céu no Réveillon de Copacabana

Mais de 16 toneladas de explosivos serão utilizados na orla mais famosa do mundo

Por RODRIGO TEIXEIRA

Cariocas se preparam para o Réveillon na praia de Copacabana
Cariocas se preparam para o Réveillon na praia de Copacabana -

Rio - Na chegada de 2019, à meia-noite, o céu de Copacabana se iluminará com o espetáculo de fogos, acompanhados por músicas apoteóticas assinadas por João Brasil. Em uma apresentação ainda mais potente, com disparos distribuídos entre bombas de alto, médio e de baixo calibre, artefatos inéditos irão cobrir toda a orla de Copacabana em algo impactante e inédito, que deve durar 14 minutos. Serão utilizados 16, 9 toneladas de explosivos para iluminar o céu durante o Réveillon.

Ao todo, serão 10 balsas com um ajuste técnico de distanciamento de 25 metros entre elas. "Neste conceito, diminuiremos o uso de bombas menores, incrementando com novas e inéditas, de diversas polegadas e um grande poder de abertura e duração. O resultado será uma melhor visualização, com ganho de redução de fumaça e novo impacto visual", diz Marcelo Kokote, da Vision Show, que comanda os fogos pelo segundo ano consecutivo.

Aline Aparecida Soares veio de São Paulo e trouxe a amiga Keila Barroso que escolheu uma blusa amarela para a virada. “Quero um ano de grandes realizações em tudo. Mais amor e paz”, disse. Quem também fez a festa com sua galera em frente ao Copacabana Palace foi a paulista de Taquaritinga Sidy Macedo.

“É minha primeira vez no Réveillon do Rio. Espero um 2019 cheio de saúde, paz e um Brasil melhor”, comemorou. Quem veio para praia em alto estilo, de vestido longo, e fizeram questão de trazer um espumante foram as amigas de Hortolândia, no interior de São Paulo, Caroline Moreira e Bianca Azevêdo. 

Amigas vieram do interior de São Paulo para prestigiar a festa - Rodrigo Teixeira / Agência O Dia

“Essa festa é só alegria e gente bonita. Um amor em 2019 é o que eu quero”, disse Carol, que não abre mão de pular 7 ondas para alcançar seus objetivos bem 2019.

Claro que os figuraças marcaram presença na festa. O “Europeu da Ilha do Governador” trouxe o seu cocar indígena para homenagear seus antepassados. "Desejo mais segurança pro Rio. Saúde e paz. Mas quero começar o ano só no love. Quero beijar muito na boca", disse.

Oportunidade de faturar

Vendedores ambulantes aproveitaram a festa para faturar e para complementar o orçamento e começar o ano no azul. "O segredo é diversificar. Cerveja está R$ 7, água R$ 3 e refrigerante R$ 5 e eu que não sou boba vim de vermelho para arranjar um amor", disse a ambulante Josiane, que veio de Belford Roxo para trabalhar na festa da virada em Copacabana. 

Secretaria de Saúde registra, até o momento, 49 atendimentos sem gravidade

Os quatro postos montados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) na orla de Copacabana para o Réveillon realizaram 49 atendimentos até às 20h desde a abertura, às 17h30. Desses, três pacientes foram transferidos para hospitais da rede de urgência e emergência municipal. A maioria das pessoas queixava-se de mal estar motivado pelo calor.

A SMS reforça o alerta para que pais ou responsáveis fiquem atentos às crianças, que devem ter pulseira de identificação, além de cópias de identidade e número de telefone de contato para o caso de se perderem. Outras recomendações importantes para quem for ao evento são: moderar no uso de bebidas alcoólicas e tomar cuidado com as condições de preparo e preservação dos alimentos a serem ingeridos.

Para aqueles que fazem uso de medicamento regular, é fundamental não deixar de tomar o remédio. Beber bastante água também é muito importante. É importante se divertir bastante, mas sem se descuidar da saúde.

Galeria de Fotos

Cariocas se preparam para o Réveillon na praia de Copacabana Rodrigo Teixeira / Agência O Dia
Amigas vieram do interior de São Paulo para prestigiar a festa Rodrigo Teixeira / Agência O Dia
'Europeu da Ilha': 'Quero muito beijar na boca' Rodrigo Teixeira / Agência O Dia

Últimas de Rio de Janeiro