Helicóptero da PM cai na Baía de Guanabara na altura do Fundão

Os quatro tripulantes foram socorridos ao Hospital Central da PM (HCPM). Três deles estão com estado de saúde estável, o quarto 'inspira cuidados', segundo a PM

Por Beatriz Perez

Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar com quatro tripulantes caiu na manhã desta segunda-feira
Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar com quatro tripulantes caiu na manhã desta segunda-feira -

Rio - O sargento Felipe Marques de Queiroz, 37 anos, faleceu, após ser socorrido em estado grave de saúde de um acidente com helicóptero do Grupamento Aeromóvel (GAM) da Polícia Militar na Baía de Guanabara, na manhã desta segunda-feira.

A aeronave da Polícia Militar caiu no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, na altura da Ilha do Fundão, na Zona Norte do Rio. Havia quatro tripulantes na aeronave do Grupamento Aeromóvel (GAM), que sobrevoava a região para reforçar o patrulhamento na Linha Vermelha, quando precisou fazer um pouso forçado na água.

Os quatro policiais foram socorridos ao Hospital Central da PM (HCPM). Três estão com estado de saúde estável. O sargento Queiroz, foi socorrido em estado grave, mas não resistiu.

Ele foi o último a ser socorrido de helicóptero, já que precisou ser reanimado por cerca de vinte minutos por médicos e enfermeiros, próximo ao local do acidente.

Segundo os Bombeiros, as outras duas vítimas foram atendidas e socorridas pela ambulância e outra, por um helicóptero. 

Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar caiu na manhã desta segunda-feira - Luciano Belford/Agência O Dia

A Secretaria de Estado da Polícia Militar informa que o helicóptero Fênix 08 - Esquilo Modelo H350 BA - estava com a manutenção regularizada. O acidente será apurado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). O Centro de Criminalística da Polícia Militar também acompanhará a apuração.

A CENIPA informa que investigadores do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA III) realiza o começo do processo de investigação para coletar dados. A ação inicial inclui fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

O órgão esclarece que a investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.

O GAM e o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) fizeram operação de resgate e socorro dos tripulantes.

Um dos tripulantes do helicóptero do Grupamento Aeromóvel, que caiu na Baía de Guanabara nesta segunda-feira, precisou ser reanimado por cerca de vinte minutos - Reprodução/ TV Globo

O quartel da Ilha do Fundão foi acionado para a ocorrência às 8h45. Duas viaturas do quartel da Ilha do Fundão foram encaminhadas para o local. Ainda não há informações sobre a causa da queda. 

Helicóptero cai na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, na Zona Norte do Rio - Reprodução/ WhatsApp O DIA

O Centro de Operações Rio informa que uma faixa da Linha Vermelha está ocupada no sentido Centro para ação da Polícia Militar. A via apresenta trânsito lento no trecho.

Uma faixa da Linha Vermelha, sentido Centro, é ocupada para ação da Polícia Militar - Reprodução/ COR
 

 

Galeria de Fotos

Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar com quatro tripulantes caiu na manhã desta segunda-feira Luciano Belford/Agência O Dia
Helicóptero cai na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, na Zona Norte do Rio Reprodução/ WhatsApp O DIA
Helicóptero dá apoio à aeronave que caiu nas águas da Baía de Guanabara Reprodução/ WhatsApp O DIA
Uma faixa da Linha Vermelha, sentido Centro, é ocupada para ação da Polícia Militar Reprodução/ COR
Um dos tripulantes do helicóptero do Grupamento Aeromóvel, que caiu na Baía de Guanabara nesta segunda-feira, precisou ser reanimado por cerca de vinte minutos Reprodução/ TV Globo
Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar caiu na manhã desta segunda-feira. Havia quatro policiais e um sargento acabou morrendo Luciano Belford/Agência O Dia
Rio, 14/01/2019 - Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar caiu na manhã desta segunda-feira, 14. Havia quatro tripulantes na aeronave - Foto: Luciano Belford/Agência O Dia Luciano Belford/Agência O Dia
Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar com quatro tripulantes caiu na manhã desta segunda-feira Luciano Belford/Agência O Dia
Bombeiros no Canal do Cunha, na Baía de Guanabara, altura da Ilha do Fundão, onde helicóptero da Polícia Militar caiu na manhã desta segunda-feira Luciano Belford/Agência O Dia

Últimas de Rio de Janeiro