PM morto em Itaboraí é enterrado

Dezenas de parentes e amigos acompanharam a despedida

Por RAFAEL NASCIMENTO

Rodrigo Marques Paiva foi assassinado quando fazia um lanche no trailer da mãe
Rodrigo Marques Paiva foi assassinado quando fazia um lanche no trailer da mãe -

Rio - Foi enterrado, no fim da tarde desta sexta-feira, o corpo do cabo PM Rodrigo Marques da Silva no Cemitério Parque Nitcheroy, em Vista Alegre, São Gonçalo. Dezenas de parentes e amigos acompanharam a despedida. Muito emocionados, eles não falaram com os jornalistas.

Mais cedo, o pai do militar havia falado com O DIA no Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó, em Niterói, após reconhecer e liberar o corpo do filho para o sepultamento.

Muito abalado, Itamar da Silva Paiva tentou explicar o momento que ele é a família está vivendo após o assassinato do filho. "Não sei te dizer o que é esse momento que estou vivendo. É horrível. Eles destruíram a nossa família. Não tenho palavras. (O meu filho) era um homem respeitoso, espetacular e tudo o de melhor nessa vida", disse.

Segundo as investigações, uma represália às ordens da Polícia Militar na região teria motivado a morte de Marques. Os bandidos, além de executarem o PM na frente da mãe, só atiraram na cabeça do militar.

O cabo é o terceiro policial a ser morto no estado neste ano. O município de Itaboraí vem sofrendo com o aumento do tráfico de drogas. Em julho do ano passado a Polícia Federal prendeu 14 traficantes que aterrorizavam a região.

Comentários