Oficial da Marinha é preso com lança míssil em Valença

Artefato estava na casa do militar reformado, que tinha mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão em aberto por disparo de armas de fogo

Por RAFAEL NASCIMENTO

O míssil AT4 de calibre 38 estava dentro da casa do oficial
O míssil AT4 de calibre 38 estava dentro da casa do oficial -

Rio - Um oficial reformado da Marinha, de 67 anos, foi preso na tarde de quarta-feira em Valença, no interior do estado, com um lança míssil já utilizado. O artefato estava na casa de Paulo Roberto de Brites Lopes, que tinha mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão em aberto por disparo de armas de fogo que matou um cachorro no dia 31 de dezembro, após confusão com vizinhos. Paulo Roberto esta à disposição da Justiça.

De acordo com a PM, policiais militares do 10°BPM (Barra do Piraí) foram até o distrito de Santa Isabel cumprir mandados da Justiça contra o homem, que estava perto de sua casa. Durante a abordagem, Paulo Roberto entregou aos policiais uma pistola calibre 380 com três carregadores e um revólver calibre 38 e 51 munições. Os armamentos e as munições estavam dentro de uma bolsa no carro do suspeito. Já o míssil AT4 de calibre 38 estava dentro da casa do oficial. A Polícia Militar disse que as armas são legais e estão registradas.

O acusado foi levado para a 91ª DP (Valença) e vai responder por posse irregular de arma de fogo. No dia 31 de dezembro, o homem teria disparado para cima e acabou acertando o cão. Naquele dia, ele foi detido e autuado por disparo de arma de fogo e maus tratos de animais. Após oitiva de testemunhas, Paulo Roberto foi indiciado por disparo de arma de fogo e maus tratos contra animais. A Justiça acatou representação por mandado de prisão preventiva e busca e apreensão, cumpridos nesta quarta-feira.

Em nota, a Marinha informou que "o militar reformado está a disposição da Justiça após ter a prisão preventiva decretada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro".

Comentários