Crivella diz que 'pior já passou' ao falar sobre chuva no Rio

Prefeito também avisou que a Avenida Niemeyer será reaberta na madrugada desta sexta-feira

Por O Dia

Duas pessoas morreram dentro de ônibus atingido por deslizamento de terra na Avenida Niemeyer, em São Conrado
Duas pessoas morreram dentro de ônibus atingido por deslizamento de terra na Avenida Niemeyer, em São Conrado -

Rio - O prefeito Marcelo Crivella informou nesta quarta-feira, durante entrevista ao SBT Rio, que a administração municipal começará a fazer uma "contagem regressiva" para alertar os moradores sobre o risco de chuvas. Segundo ele, a cidade teve 57 ocorrências e "o pior já passou".

Questionado sobre o motivo pelo qual a prefeitura não avisou a população sobre as chuvas que causaram deslizamentos em toda a cidade na quarta-feira da semana passada, Crivella explicou que o órgão está "se aperfeiçoando" e que, dessa vez, houve mais precisão. Os avisos sobre chuva forte tiveram início nesta segunda-feira.

"O pior já passou, (para o) fim de semana vai dar praia", afirmou o prefeito. Ainda segundo ele, nesse momento, dez empresas contratadas pela Prefeitura realizam obras pela cidade.

Avenida Niemeyer será reaberta

O prefeito aproveitou a ocasião para avisar sobre a reabertura da Avenida Niemeyer, que liga os bairros Leblon e São Conrado. A via ficou quase uma semana interditada devido ao temporal que atingiu a cidade na última quarta-feira. Segundo o chefe da administração municipal, ela deve ser aberta durante a madrugada desta sexta-feira. Na entrevista, ele informou que cinco empresas realizam obras na via para garantir a sua abertura.

Ela foi interditada nos dois sentidos depois do deslizamento que aconteceu em vários trechos da encosta da região. Por causa da queda de uma árvore de grande porte, um ônibus da viação Jabour foi atingido. Os corpos de dois jovens, um homem e uma mulher, que estavam próximos um do outro, foram retirados do veículo. O motorista sobreviveu. Na mesma região, um trecho da Ciclovia Tim Maia desabou e foi parar no mar após ser atingido por outro deslizamento.

Comentários