'Te amo', diz Rayron Gracie, filho de empresária espancada na Barra

Jovem lutador é fruto da relação entre Elaine Caparroz e Ryan Gracie, que morreu dentro de uma delegacia em 2007. Kyra Gracie também se pronunciou através das redes sociais: 'Que a justiça seja feita e a pena para esse crime tão grotesco seja dura!', disse

Por O Dia

Rayron Gracie é filho de Elaine Caparroz, espancada dentro de casa na Barra
Rayron Gracie é filho de Elaine Caparroz, espancada dentro de casa na Barra -

Rio - Rayron Gracie, filho de Elaine Caparroz, espancada dentro de sua casa na Barra da Tijuca por Vinícius Batista Serra, se pronunciou nas redes sociais. Com uma foto ao lado da mãe, ele escreveu: "Te  amo, mãe", escreveu, recebendo uma série de comentários de apoio.

O jovem é fruto do relacionamento de Elaine com Ryan Gracie, que morreu em 2007 enquanto estava detido dentro de uma delegacia em São Paulo. Um laudo apontou que remédios ingeridos por ele causaram a morte. 

Kyra Gracie, sobrinha de Ryan e prima e Rayron, também se pronunciou em um longo post sobre o espancamento que Elaine Caparroz sofreu, junto com a foto do agressor. "Que a justiça seja feita e a pena para esse crime tão grotesco seja dura! A sociedade e a justiça não podem mais permitir que psicopatas como esse permaneçam impunes e em convívio com a sociedade. Por favor, compartilhem a foto desse mostro para que todos saibam quem ele é", diz parte do texto da lutadora e comentarista do canal Combate, casada com o ator Malvino Salvador.

Elaine foi espancada na madrugada de sábado, na Barra da Tijuca, durante o primeiro encontro dela com Vinicius. Eles se conheceram pelas redes sociais há cerca de oito meses. Investigadores da 16ª DP (Barra da Tijuca) estiveram na casa da vítima e encontraram paredes cheias de sangue e a residência revirada.

Ainda com muita dificuldade em falar, a empresária Elaine Perez Caparroz, de 55 anos, gravou um vídeo para amigos contando os momentos de terror que passou nas mãos de seu agressor vídeo Vinícius Batista Serra, de 27 anos. "Ele falou então: deita no meu ombro para a gente dormir abraçadinho, pra dormir juntinho. Aí eu falei: 'tá bom'. Eu acordei com ele me esmurrando a cara”, disse ela na manhã deste domingo.

Comentários