Menina recusa beijo e é mordida em bloco de Carnaval

Caso foi registrado como lesão corporal na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente de Niterói (DPCA)

Por Meia Hora

Campanha alerta sobre assédio em blocos
Campanha alerta sobre assédio em blocos -

Rio - Uma adolescente de 16 anos foi mordida em um bloco após recusar um beijo. O caso aconteceu no Bloco Vou Zoar, no Caminho Niemeyer, Centro de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, nesse domingo. 

De acordo com a Prefeitura de Niterói, agentes da Coordenadoria de Ações Táticas da Guarda Municipal agiram imediatamente para deter o agressor e levá-lo para uma delegacia. Através do Facebook, a Prefeitura do município publicou uma nota de repúdio e explicou o caso.

"Diariamente vimos na imprensa casos como o que ocorreu nesse final de semana, em que uma mulher foi brutalmente agredida em seu apartamento no Rio. Ontem, aqui em Niterói, outra mulher levou uma mordida por não querer beijar um homem que ela não conhecia. Rapidamente agentes da Coordenaria de Ações Táticas da Guarda Municipal conseguiram deter o homem que foi levado para delegacia".

O caso foi registrado como lesão corporal na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente de Niterói (DPCA) e que o adolescente infrator irá responder diante da Justiça.

Durante o Carnaval, a campanha "Não é Não" alerta foliões para o assédio sofrido pelas mulheres em blocos. Em caso de violência doméstica, denuncie ligando para o 180