PM é presa ao tentar entrar com itens de churrasco em Batalhão Especial

Latinhas de cerveja, churrasqueira e vinho seriam consumidos por presos. Unidade é onde está o ex-governador Luiz Fernando Pezão

Por O Dia

Policial foi presa tentando entrar, no Batalhão Especial Prisional, com itens para churrasco
Policial foi presa tentando entrar, no Batalhão Especial Prisional, com itens para churrasco -

Cerca de 120 latinhas de cerveja, churrasqueira, vinho, carvão, e utensílios como espetos para preparar uma churrascada. Tudo isso foi apreendido na manhã deste sábado, quando uma policial militar foi flagrada tentando entrar no Batalhão Especial Prisional (BEP) da Polícia Militar, em Niterói, com os produtos.

A policial flagrada está lotada no próprio batalhão. Ela colocaria os itens em latões de lixo, no estacionamento da unidade. Ali, presos responsáveis pela faxina da unidade, levariam as lixeiras com os produtos para dentro do BEP.

A Secretaria de Estado da Polícia Militar informou, através de sua assessoria de imprensa, que o corregedor e o comandante do BEP, "tomaram as medidas cabíveis para prisão em flagrante da policial militar e de pelo menos mais dois acautelados que estavam envolvidos. Os procedimentos de investigação ainda estão em andamento".

A nota diz ainda que "a Polícia Militar não coaduna com qualquer desvio de conduta de nenhum de seus membros" e que realiza inspeções rotineiramente "na Unidade com vistas a manter o cumprimento da Lei de Execução Penal e o Regulamento Disciplinar da Instituição".

Em novembro do ano passado, a unidade recebeu um de seus presos mais famosos, o ex-governador Luiz Fernando Pezão, capturado na Operação Boca de Lobo.

Comentários