Histórico hotel do Flamengo vai fechar as portas

Segundo a administração do Novo Mundo, dívidas motivaram a decisão. Local já hospedou presidentes, artistas e o Santos de Pelé

Por Antonio Augusto Puga

Hotel Novo Mundo já recebeu presidentes, como Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e Lula
Hotel Novo Mundo já recebeu presidentes, como Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e Lula -

Rio - Quem passa em frente ao Hotel Novo Mundo, na Rua Silveira Martins, no Flamengo, talvez não perceba que o histórico estabelecimento está com os dias contados. Após 69 anos de funcionamento, os quartos e suítes com vista para o Aterro irão fechar as portas definitivamente até o fim do mês. Segundo a administração, que garante que irá indenizar os cerca de 120 funcionários, as dívidas estão motivando a decisão.

Inaugurado em 1950 para a Copa do Mundo, o hotel já hospedou os presidentes Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e Lula. Foi lá que a delegação do Santos se hospedou para o jogo contra o Vasco da Gama, em novembro de 1969, quando Pelé marcou o milésimo gol na carreira. O prédio também abrigou estrelas como o cantor Cauby Peixoto, a apresentadora Angélica, Clodovil, os Menudos, Agnaldo Timóteo, Sérgio Reis, Angela Ro Ro, e a atriz francesa Henriette Morineau.

Mas são os moradores da vizinhança e os hóspedes que lamentam a notícia. "Quando nasci, o hotel era uma referência por aqui. No Ano Novo, os idosos da rua iam para o hotel para ver a queima de fogos. A notícia é chocante para os moradores", lamenta a advogada Mariza Brice. Para o taxista Alberto Pena, o fechamento do hotel será um prejuízo. "Como ele fica em um ponto importante do Rio, sempre trago pessoas para o hotel. Vou ter que procurar outros hotéis para atender os hóspedes".

Moradores lamentaram o anúncio do fechamento do Hotel Novo Mundo - Marcio Mercante / Agência O Dia

O paulista Gilmar Pedro da Silva se hospedou pela segunda vez com a esposa no hotel, para acompanhar o Carnaval do Rio. "A localização é excelente", comentou.

Insegurança

A jornaleira Val Simões já ouviu comentários dos funcionários sobre o fechamento do hotel. Ela teme que possa haver um aumento nos assaltos na área. "A presença do hotel ajudava a inibir os assaltos. Tem muito segurança ali. Com o fechamento, vamos ficar desprotegidos. Minhas vendas também serão afetadas".

Perda para o setor

Alfredo Lopes, presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH), lamentou a notícia. "É um empreendimento tradicional da cidade. É uma perda para a indústria hoteleira". O Novo Mundo se junta a uma lista de 13 estabelecimentos que deixaram de funcionar desde as Olimpíadas de 2014. Segundo dados da ABIH, a capital fluminense perdeu 1.872 unidades habitacionais nesse período.

O Hotel Novo Mundo, na Praia do Flamengo, foi inaugurado a tempo de receber os convidados que vieram assistir à Copa do Mundo de 1950, no Rio. Na imagem, registro de junho de 1982 - Arquivo O DIA

Decadência do Glória

Ao longo dos anos, a cidade do Rio perdeu outros hotéis importantes. Como o Hotel Glória. Ele foi comprado em 2008 pelo então milionário Eike Batista, que prometeu transformá-lo em um seis estrelas e uma referência luxuosa na rede hoteleira do país. As obras tiveram início em 2011. Dois anos depois, foram paralisadas por conta da derrocada financeira de Eike.

A construção ainda se destaca na paisagem do Aterro do Flamengo. Mas sem o luxo e a ostentação que um dia marcaram o hotel, que contava ainda com um teatro. Na fachada, tapumes revelam o abandono em que se encontra.

Hotel Glória foi comprado por Eike Batista, prometeu transformá-lo em um seis estrelas, mas empresário faliu - Marcio Mercante / Agência O Dia

Galeria de Fotos

Hotel Novo Mundo já recebeu presidentes, como Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e Lula Marcio Mercante / Agência O Dia
Entrada do Hotel Novo Mundo Marcio Mercante / Agencia O Dia
O Hotel Novo Mundo, na Praia do Flamengo, foi inaugurado a tempo de receber os convidados que vieram assistir à Copa do Mundo de 1950, no Rio. Na imagem, registro de junho de 1982 Arquivo O DIA
Moradores lamentaram o anúncio do fechamento do Hotel Novo Mundo Marcio Mercante / Agência O Dia
Hotel Glória foi comprado por Eike Batista, prometeu transformá-lo em um seis estrelas, mas empresário faliu Marcio Mercante / Agência O Dia

Comentários