Piloto de moto aquática em que estava empresária ferida na Barra será indiciado

Kezia Rodrigues Carvalho sofreu traumatismo craniano e está internada em estado grave no Hospital Miguel Couto

Por RAI AQUINO

Empresária estava na garupa de moto aquática quando foi atingia
Empresária estava na garupa de moto aquática quando foi atingia -

Rio - O piloto da moto aquática em que estava a empresária que foi atingida por outro veículo aquático na Praia da Barra, no último fim de semana, vai ser indiciado por lesão corporal culposa (quando não há intenção). Kezia Rodrigues Carvalho, de 30 anos, foi atingida pela moto aquática que era dirigida por Carlos Magno Teixeira e sofreu traumatismo craniano. André Luiz Carvalho é quem conduzia o veículo em que ela estava.

"O que nos foi passado (pela Capitania dos Portos) é que a manobra feita pela pessoa que estava com a vítima (André Luiz) não poderia estar sendo feita. Ali não era o local apropriado para isso", explica a titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), a delegada Adriana Belém, que investiga do caso. "É como se você estivesse dirigindo um carro com um carona e causasse um acidente grave".

A delegada avisa que se existir alguma responsabilidade de Carlos Magno é a Capitania dos Portos quem vai dizer.

Procurada pelo DIA para saber sobre o andamento das investigações, a Marinha se limitou a dizer que foi instaurado um "inquérito administrativo sobre acidentes e fatos de navegação para apurar as causas e responsabilidades" do episódio".

A empresária mora em São Gonçalo - Arquivo Pessoal

Estado grave

O acidente aconteceu na tarde de domingo e foi filmado. Apesar de ter se ferido na Praia da Barra, na Zona Oeste do Rio, Kézia mora em São Gonçalo, na Região Metropolitana do estado. Ela sofreu traumatismo craniano e desde então está internada no Hospital Miguel Couto, na Gávea, em estado grave.

De acordo com familiares, que também não quiseram se identificar, apesar da gravidade do acidente, a empresária reage bem ao tratamento e possíveis sequelas que ela poderá ter só poderão ser descobertas com a evolução de seu quadro clínico. Ela consegue mexer parte do corpo e, apesar de não ficar sempre acordada, consegue ouvir as visitas.

Galeria de Fotos

Empresária estava na garupa de moto aquática quando foi atingia Arquivo Pessoal
A empresária mora em São Gonçalo Arquivo Pessoal

Comentários