Mais Lidas

'Sinto certo alívio', diz mulher agredida por PM em lanchonete após decisão

Vítima foi agredida porque homem não queria molho em sanduíche

Por Meia Hora

Cabo agrediu dona de lanchonete por erro em pedido
Cabo agrediu dona de lanchonete por erro em pedido -

Rio - A mulher agredida pelo cabo da Polícia Militar Augusto César Lima Santana em uma lanchonete em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, foi atendida nesta segunda-feira pela presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), a deputada Renata Souza. O caso aconteceu na quinta-feira. 

A vítima tomou conhecimento que seu agressor teve o pedido de habeas corpus negado pela Justiça no momento em que era atendida por Renata. Emocionada, a dona da lanchonete disse se sentir aliviada com a decisão: “Agradeço a atenção da deputada Renata Souza e de toda sua equipe. Essa notícia me trouxe um certo alívio, mas fico apreensiva com o que pode acontecer ainda. Vivo em uma ansiedade constante”.

A deputada colocou a CDDH à disposição da vítima e classificou o caso como uma tentativa de feminicídio: “A comissão encaminhou a jovem a um acompanhamento jurídico e psicológico. Também vamos acompanhar todos os desdobramentos deste caso que é uma tentativa de feminicídio. Isso porque a violência submetida a jovem foi desproporcional se comparada aos seus funcionários homens, também agredidos. Não podemos naturalizar a violência contra a mulher”.

'Sinto um certo alívio', diz dona de lanchonete em Jacarepaguá ao saber que justiça - Divulgação

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

PM Augusto César Lima Santana agrediu dona de lanchonete por erro em pedido Estefan Radovicz / Agência O DIA
'Sinto um certo alívio', diz dona de lanchonete em Jacarepaguá ao saber que justiça Divulgação
Cabo agrediu dona de lanchonete por erro em pedido Estefan Radovicz / Agência O DIA