Homem que matou companheira em Rio das Pedras já havia esfaqueado ex

Na madrugada de domingo, Francisco Jailton de Souza assassinou Eva Aparecida da Silva a marretadas

Por RAFAEL NASCIMENTO

Francisco Jailton de Souza matou Eva da Silva a marretadas
Francisco Jailton de Souza matou Eva da Silva a marretadas -
Rio - A Polícia Civil investiga se o homem que matou a companheira a marretadas na madrugada de domingo em Rio das Pedras teria esfaqueado uma ex. Antes de assassinar Eva Aparecida da Silva, de 40 anos, Francisco Jailton de Souza, 30, teria dado sete facadas na outra mulher em sua terra natal, no Ceará. Após o crime, ele fugiu para o Rio de Janeiro.
De acordo com o delegado Jefferson Nascimento, da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), a mulher esfaqueada ficou em estado gravíssimo, mas sobreviveu.
"Estamos investigando tudo e temos mais 10 dias para concluir o inquérito", o delegado conta, sobre a investigação da morte de Eva Aparecida.
Marreta usada no crime - Reprodução
Francisco foi preso na noite desta segunda. Ele e a companheira estavam juntos há oito meses e moravam na comunidade de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Ele prestou depoimento na DH, na Barra da Tijuca, na manhã desta terça-feira, quando confessou o crime.
"Ele disse que eles discutiram, quando pegou uma marreta, teve um apagão e quando voltou a si ela estava morta", conta Nascimento. "Ele só se entregou após notar que estava acuado e não tinha para onde fugir. Ele foi preso em flagrante tendo em vista que estivemos em diversos locais onde ele estaria".
Francisco vai responder pelo crime de feminicídio. Se for condenado, pode pegar de 12 a 30 anos de prisão.
Francisco Jailton de Souza vai responder pelo crime de feminicídio - Arquivo Pessoal

Galeria de Fotos

Francisco Jailton de Souza matou Eva da Silva a marretadas Arquivo Pessoal
Sangue de Eva Aparecida ficou espalhado pela casa do casal Reprodução
Francisco Jailton de Souza vai responder pelo crime de feminicídio Arquivo Pessoal
Marreta usada no crime Reprodução

Comentários