Polícia prende um dos chefes do tráfico no Morro do Cavalão, em Niterói

Com o criminoso foi apreendido um fuzil. Durante a operação do 12º BPM (Niterói) na comunidade de Icaraí um policial militar foi baleado no confronto, mas foi salvo pelo colete

Por O Dia

Fuzil apreendido com homem apontado como chefe do tráfico no Morro do Cavalão, em Icaraí, Niterói
Fuzil apreendido com homem apontado como chefe do tráfico no Morro do Cavalão, em Icaraí, Niterói -
Rio - Policiais do 12º BPM (Niterói) prenderam, nesta terça-feira, Anderson Rodrigues França, vulgo Goelão. Ele é apontado como um dos chefes do tráfico no Morro do Cavalão, em Icaraí, Zona Sul de Niterói. Com ele, um fuzil calibre 556 foi apreendido. 
A operação do 12º BPM foi marcado por confronto entre policiais e criminosos, que assustou moradores da comunidades e de prédios do bairro. Um PM acabou baleado na troca de tiros, mas foi salvo pelo colete. Ele foi socorrido para uma unidade hospitalar da região, onde recebe atendimento médico e apresenta estado estável. O disparo seria do mesmo calibre do fuzil do criminoso preso.
Em um vídeo divulgado pela página "São Gonçalo Vai Mudar" é possível ouvir tiros sendo disparados na região; confira!
Em janeiro, policiais do 77ª DP prenderam Monique Pereira de Almeida, esposa do traficante Reinaldo Medeiros Ignácio, conhecido como Kadá e Cadar, chefe do tráfico do Cavalão. Contra ela havia um mandado de prisão em aberto pelos crimes de associação para o tráfico, associação criminosa e posse ilegal de arma de fogo.
De acordo com a Polícia Civil, Monique visitava o marido, preso desde 2009, regularmente na Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte. Nos encontros com Kadá na cadeia, ela recebia orientações do traficante para serem repassadas aos demais integrantes da quadrilha, da facção Comando Vermelho (CV).

Galeria de Fotos

Fuzil apreendido com homem apontado como chefe do tráfico no Morro do Cavalão, em Icaraí, Niterói Divulgação
Bala foi amortecida pelo colete Reprodução / Internet

Comentários