Prefeitura lança Rio+Seguro Fundão

Convênio entre Prefeitura e UFRJ dá início a parceria que prevê patrulhamento de PMs e GMs na área da Cidade Universitária da UFRJ

Por O Dia

Prefeitura lança Rio+Seguro Fundão
Prefeitura lança Rio+Seguro Fundão -
Rio - A prefeitura do Rio lançou, nesta sexta-feira, o Rio+Seguro Fundão, programa de atuação na área da Cidade Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A parceria entra a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e a Prefeitura da UFRJ dá início ao reforço no patrulhamento das vias da Ilha do Fundão. A ação vai contar com 23 agentes (13 PMs e 10 GMs) por dia, divididos em turnos. 

A sede do Rio+Seguro Fundão funcionará na Praça Jorge Machado Moreira (atrás do Instituto de Estudos de Saúde Coletiva - IESC). As equipes contarão com três viaturas e quatro motocicletas para realizar rondas de segunda a sexta, das 6h à meia-noite, e aos sábados, das 6h às 18h, períodos de maior movimento de público da universidade.

Galeria de Fotos

Prefeitura lança Rio+Seguro Fundão Paulo Sergio
Prefeitura lança Rio+Seguro Fundão Paulo Sergio
Prefeitura lança Rio+Seguro Fundão Paulo Sergio
Prefeitura lança Rio+Seguro Fundão Paulo Sergio


"Fizemos uma parceria com a prefeitura do Fundão para estar com nossos guardas municipais e também com a Polícia Militar. A mesma coisa que fizemos em Copacabana, exitosamente, agora será feita no Fundão”, disse Crivella durante lançamento.

A Cidade Universitária será a segunda área a receber o programa pioneiro. Implantado no dia 3 de dezembro de 2017 em Copacabana e Leme em apoio à segurança pública, o Rio+Seguro utiliza reforço diário de policiais militares (contratados durante a folga) e guardas municipais em ações de patrulhamento urbano, além de promover a integração com outros órgãos municipais e estaduais para a resolução de problemas de ordenamento.

Diferentemente da operação em Copacabana e Leme – que também contempla o Parque Garota de Ipanema, no Arpoador – em que a Prefeitura arca com o pagamento de PMs por meio do PROEIS (Programa Estadual de Integração na Segurança), o Rio+Seguro Fundão será custeado pela UFRJ com investimento de aproximadamente R$ 2 milhões por ano.

"Temos apoio da iniciativa privada e do próprio Fundão, com isso a Prefeitura ganha mais condições financeiras. Estamos investindo ali em torno de 200 mil reais por mês, um pouco mais que isso. Eu diria que 60 a 70 por cento é da iniciativa privada, através de empresas que contribuem e colaboram com o Fundão", explicou o Prefeito.

Assim como na Zona Sul, o programa contará com emprego de tecnologia e inteligência em suas ações. É prevista a integração de câmeras utilizadas no monitoramento do campus ao sistema do Centro de Controle Operacional (CCO) da Guarda, no Centro de Operações Rio (COR). E um canal direto de comunicação entre a comunidade e os agentes será aberto por meio de um número exclusivo de WhatsApp.

Comentários