Maratona do Rio tem percurso alterado por conta de interdição da Niemeyer

Novo roteiro é o mesmo adotado nos Jogos Olímpicos Rio 2016

Por O Dia

Nesta quinta, peritos indicados pela Justiça realizaram uma inspeção na via, que liga as Zonas Sul e Oeste da cidade. A perícia foi realizada após recurso apresentado pela Prefeitura.
Nesta quinta, peritos indicados pela Justiça realizaram uma inspeção na via, que liga as Zonas Sul e Oeste da cidade. A perícia foi realizada após recurso apresentado pela Prefeitura. -
Rio - Corredores da Maratona do Rio receberam nesta terça-feira, o parecer final sobre o percurso do evento, que foi alterado por conta da interdição na Avenida Niemeyer. O novo roteiro não inclui mais a via, fechada por decisão da Justiça por conta dos deslizamentos na área. A largada do evento, do dia 23 de junho, seria na Praia do Pontal, no Recreio, mas foi mudada para o Aterro do Flamengo. Os atletas seguirão rumo ao Centro da cidade, relembrando a rota que também foi explorada nos Jogos Olímpicos Rio 2016. 
O novo percurso inclui a Marina da Glória, Monumento dos Pracinhas, Praça XV, Igreja de São José, Candelária, Pira Olímpica, Centro Histórico e Boulevard Olímpico. O objetivo da maratona era manter a rotina de cartões postais da cidade, o que já virou uma tradição do evento. Na sequência, a prova volta para o Aterro, seguindo para Copacabana e Ipanema até fazer a volta no final da praia do Leblon, para retornar em direção ao Aterro, passando também pelo Leme.

Galeria de Fotos

Demonstrativo apresenta nova rota de Maratona e Meia Maratona do Rio após fechamento da Niemeyer Divulgação / Maratona do Rio 2018
Demonstrativo apresenta nova rota de Maratona e Meia Maratona do Rio após fechamento da Niemeyer Divulgação / Maratona do Rio 2018
Demonstrativo apresenta nova rota de Maratona e Meia Maratona do Rio após fechamento da Niemeyer Divulgação / Maratona do Rio 2018
Talita Figueiredo, de 42 anos, já participou sete vezes da maratona e explica que a mudança pode ser mais cansativa para os corredores, mas que é a melhor solução diante da possibilidade de novos problemas com a estrutura do local. "Não é agradável correr mais de uma vez na mesma via. Acho que o Rio está descuidado. Não é só a Niemeyer, a cidade toda está abandonada. No entanto, é melhor fechar do que colocar os atletas em risco", explica.
Na Meia Maratona, que será realizada no dia 22 de junho, a largada será feita no final da praia do Leblon e seguirá um percurso já conhecido pelos corredores e utilizado em outras provas. Os atletas passarão pela orla do Leblon, Ipanema, Copacabana, Centro Histórico e retornarão para o Aterro do Flamengo. Com as mudanças, a altimetria das provas também diminui. Esta já é a 18ª edição da Maratona.
Segundo a organização do evento, todas as modificações foram feitas visando o menor impacto possível para os participantes e para a cidade. "Não podemos de forma alguma colocar os corredores em risco e nem esperar por mudanças em decisões judiciais. Não estamos medindo esforços para entregar a melhor experiência para os corredores e para a cidade. Sabemos de todo o esforço e dedicação feito por quem vai participar das nossas provas", diz Claudio Romano, um dos organizadores do evento.

O novo percurso foi escolhido em conjunto com a Prefeitura e com a CET-Rio, as mudanças foram definidas e os percursos seguem aferidos e homologados pela entidade internacional responsável (IAAF). Os tempos finais continuam valendo como índice para outras competições. Com as alterações, a organização irá antecipar a largada da Maratona minimizando, com isso, o impacto no trânsito da cidade. A largada da Maratona será às 5h30 e da Meia às 6h30, seguindo em onda até que todos iniciem suas provas.

As provas de curta distância (5km e 10km), seguem no Aterro do Flamengo, com horário de largada a partir de 8hs. As duas provas largam próximo as ruas Barão do Flamengo e Almirante Tamandaré na pista mais próxima do mar, no sentido Zona Sul – Centro. Os 5km vão até o MAM e retornam, enquanto os 10km farão o retorno no túnel Marcelo Alencar. A Maratoninha Gloob, também permanece no Aterro do Flamengo, com horário de largadas a partir de 8hs.

Avenida Niemeyer
A Avenida Niemeyer foi totalmente interditada após uma determinação da Justiça, no dia 28 de maio, por riscos de novos deslizamentos. O tráfego foi bloqueado nos dois sentidos pela prefeitura do Rio. A decisão foi emitida pela juíza Mirela Erbist, titular da 3ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.
A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação informou que realiza 54 intervenções na via e está tomando todas as medidas possíveis para atenuar os riscos. A pasta alegou ainda que há um plano de contingenciamento para fechar a via, após análise técnica que confirme essa necessidade. Ainda segundo a Secretaria, as obras de contenção de encostas na Avenida Niemeyer incluem limpeza, topografia, eliminação de pontos de contribuição de esgotos provenientes das ocupações irregulares e demolição das residências em risco. As obras tem custo total superior a R$ 31 milhões.
No local circulam cerca de 36 mil veículos por dia. A recomendação é que os motoristas que precisarem trafegar entre as zonas Oeste e Sul é seguir pela Linha Amarela, Alto da Boa Vista ou pela Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá.

Galeria de Fotos

Avenida Niemeyer interditada: falta de planejamento pode provocar tragédias Luciano Belford/Agência O Dia
Na última quinta-feira, peritos indicados pela Justiça realizaram uma inspeção na via, que liga as Zonas Sul e Oeste da cidade. A perícia foi realizada após recurso apresentado pela Prefeitura. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Nesta quinta, peritos indicados pela Justiça realizaram uma inspeção na via, que liga as Zonas Sul e Oeste da cidade. A perícia foi realizada após recurso apresentado pela Prefeitura. Estefan Radovicz / Agência O Dia
Nesta quinta, peritos indicados pela Justiça realizaram uma inspeção na via, que liga as Zonas Sul e Oeste da cidade. A perícia foi realizada após recurso apresentado pela Prefeitura. Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Nesta quinta, peritos indicados pela Justiça realizaram uma inspeção na via, que liga as Zonas Sul e Oeste da cidade. A perícia foi realizada após recurso apresentado pela Prefeitura. Estefan Radovicz / Agência O Dia
Deslizamento que interditou a Avenida Niemeyer na madrugada do dia 16/05/2019. Pedras, lama e árvores desceram da encosta chegando até a avenida. Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Comentários