Passageiros andam pela linha férrea após trem da SuperVia apresentar problemas

Trem do ramal Japeri parou entre as estações Quintino e Piedade, no sentido Central do Brasil

Por LUIZ PORTILHO

Passageiros tiveram que andar pela linha férrea
Passageiros tiveram que andar pela linha férrea -
Rio - Passageiros que estavam em um trem expresso do ramal Japeri da SuperVia tiveram que andar a pé pela linha férrea por cerca de 500 metros após a composição em que eles estavam apresentar problemas, na manhã desta quarta-feira. O trem parou totalmente entre as estações Quintino e Piedade, no sentido Central do Brasil, pouco antes das 8h. Os trens só voltaram passar pelo local por volta das 9h. Além do Japeri, os ramais Deodoro e Santa Cruz tiveram a circulação afetada.
Por conta do problema, os passageiros andaram até a estação Piedade. Por isso, tiveram de tomar um trem do ramal Deodoro, que é parador. Ou seja, ao invés de seguirem em um trem que pararia em apenas mais três estações antes da Central do Brasil — Engenho de Dentro, Maracanã e São Cristóvão —, eles tomaram outro que faz parada em mais nove.
Para reduzir os danos, a Supervia interrompeu uma viagem que seguia para Deodoro, na estação Piedade, e fez a composição voltar para a Central com esses passageiros afetados. A concessionária informou, às 10h40, que as partidas nesses três ramais está normalizada. Pode haver, porém, atrasos por conta da movimentação em torno do local do problema.   
"O trem seguia sem apresentar problemas. De repente, ele parou e o maquinista avisou que não andaria mais. Então, todo mundo desembarcou", contou o técnico de segurança do trabalho Alessandro Duarte, de 46 anos, que embarcou na estação Ricardo de Albuquerque. "O trem é velho, em estado precário. E ainda botam para circular. É um absurdo", criticou.
Por volta das 8h30, a SuperVia informou, através do Twitter que técnicos da companhia estavam trabalhando para restabelecer a circulação o quanto antes.
Às 9h15, a concessionária disse que os reparos haviam terminado e que os trens estavam em em processo de normalização. "Os passageiros que estavam na composição da ocorrência receberam auxílio dos agentes de controle da concessionária para desembarcar e seguir para a estação Piedade, onde puderam embarcar em outro trem com destino à Central do Brasil", informou.

Galeria de Fotos

Passageiros tiveram que andar pela linha férrea Reprodução / Internet
Passageiros tiveram que andar pela linha férrea Reprodução / Internet
Passageiros tiveram que andar pela linha férrea Reprodução / Internet
Passageiros tiveram que andar pela linha férrea Reprodução / Internet
Alguns colocaram dormentes nos trilhos para evitar a passagem de outros trens Reprodução / Internet
Passageiros tiveram que andar pela linha férrea Luiz Portilho / Agência O DIA
Passageiros tiveram que andar pela linha férrea Luiz Portilho / Agência O DIA
Passageiros tiraram fotos para comprovar atraso no trabalho Luiz Portilho / Agência O DIA
Já na linha férrea, alguns passageiros colocaram dormentes no meio do trilho para que outros trens não os atingissem. Outras pessoas chegaram a tirar fotos no local para comprovar o atraso em seus trabalhos.
Passageiros que estavam em outros trens do ramal contaram que chegaram a ficar parados por mais de meia hora durante o trajeto.

Comentários