Alerj realiza audiência para discutir impactos do corte na educação para a economia do Rio

Objetivo é evitar que o comércio no entorno das universidades federais atingidas pelo contingenciamento seja prejudicado

Por O Dia

Alerj
Alerj -
Rio - A Comissão de Economia, Indústria e Comércio, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), realiza, nesta quinta-feira, a última audiência pública da Jornada do Corte Federal, para discutir os impactos do contingenciamento na educação para a economia do Rio. O encontro acontece na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no Campus Praia Vermelha, na Urca. 
A audiência é presidida pelo deputado Renan Ferreirinha (PSB) e vai apurar o impacto econômico do contingenciamento anunciado pelo Governo Federal, em março. Um dos principais objetivos da Jornada do Corte Federal é evitar que o comércio no entorno das universidades seja afetado pelo corte de verbas. 
O presidente da comissão cita o caso da universidade Gama Filho que, ao encerrar as atividades em 2014, resultou no fechamento de 18 restaurantes e estabelecimentos da região. Um levantamento preliminar da comissão mostra que 44% das universidades federais contingenciadas ficam no interior do estado, o que poderia comprometer a economia do Rio.

Comentários