Moradores do Chapadão acusam PM de matar mototaxista e enfrentam policiais em protesto

Vítima tinha 19 anos e chegou a ser socorrida, mas não resistiu ao ferimento

Por O Dia

Estrada Rio do Pau após manifestações
Estrada Rio do Pau após manifestações -
Rio - Um mototaxista de 19 anos morreu após ser baleado durante um confronto entre policiais e criminosos na Avenida Crisóstomo Pimenta de Oliveira, antiga estrada Rio do Pau, próximo ao Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio. Caso aconteceu nesta sexta-feira.
Familiares e amigos da vítima, identificada como Matheus Rodrigues de Souza, acusam a polícia da morte do rapaz. Um protesto contra a ação foi realizado no local durante a madrugada de hoje. A PM foi acionada e agentes do 41º BPM (Irajá) responderam com gás de pimenta e bombas durante o ato.
A Polícia Militar alegou que uma equipe realizava um patrulhamento na região quando avistou duas motocicletas com quatro homens. Ao perceberem a presença dos agentes, o grupo atirou contra a equipe e houve confronto.
A secretaria diz que após o fim dos disparos, um ferido foi encontrado e socorrido ao Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na Zona Norte. Matheus não resistiu ao ferimento e morreu na unidade.
Em um dos vídeos compartilhados por moradores da região na Internet, um outro mototaxista, que participava do protesto, aparece ferido e um outro pergunta se ele foi baleado.
A PM ainda não se manifestou sobre a atuação da secretaria durante a manifestação.

Comentários