Moradores fazem protesto em dia de operação na Cidade de Deus

Houve interdição de ruas da região e objetos foram incendiados na via. Tiros eram escutados desde as 7h20 desta quinta-feira

Por O Dia

Moradores fizeram protesto na Praça da Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio
Moradores fizeram protesto na Praça da Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio -
Rio - Moradores protestaram no início da tarde desta quinta-feira contra mais uma operação policial na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. Houve interdição de ruas da região e objetos foram incendiados na via. O policiamento foi reforçado.
Um vídeo divulgado pela plataforma Onde Tem Tiroteio (OTT) mostra interdições e fumaças, por causa do ateamento de fogo em alguns objetos, na Praça Padre Júlio Groten. 
A OTT registrou tiros às 7h20 na região da Ponte Azul. Às 10h houve fogos e disparos nos Apês e outros pontos. A operação policial avançou e houve mais tiros às 12h37, no Tijolinho, próximo à Linha Amarela.
A Polícia Militar informa que o 18ºBPM (Jacarepaguá) e unidades do 2º Comando de Policiamento de Área atuaram na comunidade com apoio logístico de órgãos municipais para remoção de obstáculos colocados nas vias públicas da região.
Durante vasculhamento no local, houve uma prisão e apreensão de uma pistola, um rádio comunicador, material entorpecente e material para endolação (13 facas, três martelos, quatro balanças, baldes, peneiras e frascos de plástico), segundo a Polícia Militar. As ocorrências foram encaminhadas para a 32ª DP.
Na terça-feira, moradores da Cidade de Deus amanheceram ao som de tiros e rasantes de helicópteros. Segundo relatos nas redes sociais, policiais estariam atirando de dentro da aeronave. A Polícia Civil informou que "foram disparados artefatos de efeito moral, não letal (apenas luz e som), para dar apoio a equipes, em terra, que estavam sendo alvos de granadas ofensivas disparadas por criminosos, na localidade Quinze, na Cidade de Deus. 

Comentários