Operação da PF e Polícia Civil prende chefe do tráfico em São Gonçalo

Wanderson Pinheiro de Castilho, conhecido como Coroa ou Branco, foi preso em uma casa onde estava com a esposa, que também foi detida. Também foi preso Luiz Alberto Serafim de Oliveira, conhecido como Budigo

Por O Dia

'Coroa', apontado como chefe do tráfico nos bairros Boaçu e Boavista, foi preso em operação da PF e Polícia Civil
'Coroa', apontado como chefe do tráfico nos bairros Boaçu e Boavista, foi preso em operação da PF e Polícia Civil -
Rio - Uma operação da Polícia Federal (PF) e da Secretaria de Polícia Civil prendeu, na manhã desta quinta-feira, o chefe do tráfico nos bairros Boavista e Boaçu, em São Gonçalo. Wanderson Pinheiro de Castilho, conhecido como Coroa ou Branco, foi preso em uma casa onde estava com a esposa, que também foi detida. O criminoso é ligado a facção que controla o Complexo do Salgueiro.

A operação "Niterói" é realizada pela Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio e Tráfico de Armas (Delepat), da PF, e pela Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil. Também foi preso Luiz Alberto Serafim de Oliveira, conhecido como Budigo. Contra ele havia dois mandados de prisão por tráfico de drogas e associação ao tráfico. 

As equipes estiveram em localidades do Complexo do Salgueiro logo nas primeiras horas da manhã para verificar informações de inteligência sobre esconderijos de Coroa. Ele foi encontrado em um endereço no bairro Fazenda dos Mineiros, onde foi cumprido um mandado de busca e apreensão. Foram usadas uma aeronave e três veículos blindados da Core na ação. Ninguém ficou ferido.
Coroa estava com uma pistola calibre 9mm de fabricação Turca, além de ter sido encontrado no local cocaína, maconha, material de endolação e refino de drogas. No imóvel também foi recurada uma caminhonete Fiat Toro roubada, usada pelo traficante para percorrer comunidades da região.
Os traficantes presos, além da mulher de Coroa, Graciane de Azevedo Cruz, foram levados para a superintendência da Polícia Federal no Rio, na Praça Mauá.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários