MC Marcelly faz postagem polêmica na Internet: 'Agora sim o fuzil está comigo'

Funkeira fez a publicação em seu Instagram oficial. Há dez dias a Polícia Civil tenta intimá-la para prestar depoimento sobre vídeo em baile com traficantes armados

Por Anderson Justino

Policia quer ouvir MC sobre vídeo em que faria apologia ao crime
Policia quer ouvir MC sobre vídeo em que faria apologia ao crime -
Rio - Há pelo menos 10 dias a Polícia Civil tentar localizar a funkeira MC Marcelly, que aparece em um vídeo divulgado nas redes sociais, cantando uma música em apologia ao tráfico de drogas. A cantora terá que depor sobre o fato. O vídeo mostra bandidos armados no show. As imagens foram gravadas dentro de uma comunidade em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

Galeria de Fotos

MC Marcelly Reprodução Internet
MC Marcelly Reprodução Internet
MC Marcelly Reprodução Internet
MC Marcelly Reprodução Internet
MC Marcelly Reprodução Internet
MC Marcelly Reprodução Internet
A funkeira MC Marcelly se exibe nas redes sociais. "Agora, sim, o fuzil está comigo" Instagram
Em vídeo, homem aparece erguendo uma arma (destaque no círculo) Reprodução/Vídeo
Enquanto a polícia procura pela artista, MC Marcelly se exibe em suas redes sociais e volta a causar polêmica. Na terça-feira, a funkeira postou uma foto em sua página oficial do Instagram segurando um suposto fuzil. “Agora sim, o fuzil está comigo”, escreveu ela. 
Baile em comemoração ao Dia das Crianças
Segundo informações da Polícia Civil, o vídeo foi gravado em uma rua do bairro Jardim Catarina. O baile funk foi realizado durante uma festa organizada para comemorar o Dia das Crianças. Há um registro na 74ª DP (Alcântara) que investiga a funkeira por apologia ao crime.
Em vídeo, homem aparece erguendo uma arma (destaque no círculo) - Reprodução/Vídeo


Na gravação, a dona do hit "Bigode grosso", aparece cantando uma música de apologia ao tráfico de drogas. Também é possível ver um homem armado com um fuzil entre os frequentadores do baile funk.

Caso a MC seja condenada pelo crime ela poderá pegar de três a seis meses de prisão ou pagar multa.
O DIA está tentando contato com a assessoria da funkeira.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro