Vigilância interdita ponto clandestino de venda de animais em Guaratiba

No ambiente de total falta de higiene e com restrição de movimentos, técnicos encontraram 150 bichos que foram tutelados por ONG

Por O Dia

Órgão constatou maus-tratos
Órgão constatou maus-tratos -
Rio - A Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Rio interditou, nesta quinta-feira, um ponto clandestino na Rua Letícia, em Guaratiba, Zona Oeste da cidade, que comercializava animais ilegalmente.
Além da ausência de licenças e outros documentos, técnicos da Coordenação de Zoonoses encontraram 150 animais - a maioria de aves - em um ambiente sem a mínima condição de higiene, com restrição à movimentação específica das espécies e situação de maus-tratos.
A operação resultou na aplicação de três infrações (falta de higiene, falta de licenciamento e maus-tratos) ao dono, enquadrado na lei municipal 6.435/2018 e passível das sanções previstas no novo Código dos Animais, regulamentado em agosto deste ano. Ao todo, havia 48 galinhas, 35 porquinhos da Índia, 23 codornas, 21 pombos, oito coelhos, cinco gatos, quatro galinha d´angola, quatro periquitos, um cágado e um cão.
Todos os animais foram tutelados pela ONG Centro de Reabilitação Pata Amiga, presente à ação que contou com o apoio da Guarda Municipal do Rio e da Polícia Militar.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro