Suspeito de matar policial militar na Linha Amarela é preso em Manguinhos

Homem é conhecido como 'problemático de Manguinhos'

Por O Dia

Contra Problemático, havia quatro mandados de prisão em aberto
Contra Problemático, havia quatro mandados de prisão em aberto -
Rio - Uma ação da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) nas comunidades Manguinhos, Arará e Mandela, na Zona Norte do Rio, prendeu nesta segunda-feira Diego Silva de Jesus Carlos, de 28 anos. Ele também é conhecido como "problemático de Manguinhos". Segundo a Polícia, o suspeito teria envolvimento no assassinato do soldado Daniel Henrique Mariotti, em 5 de janeiro deste ano, na Linha Amarela.
De acordo com a PM, equipes do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) e das UPPs locais também participam da ação. A corporação destacou ainda que, Diego também faz parte da cúpula de criminosos que atuam em Manguinhos, além de ter quatro mandados de prisão em aberto. O Portal dos Procurados do Disque-Denúncia oferecia recompensa de R$ 5 mil por informações que levassem a sua prisão.
Segundo o Portal dos Procurados, Diego é filho do traficante Alexander de Jesus Carlos, o Choque. Além da captura do “Problemático”, os militares prenderam outros dois criminosos e apreenderam drogas. O caso está sendo registrado na 21ªDP (Bonsucesso).
O crime
O policial Daniel Henrique Mariotti era lotado 22ºBPM (Maré). Ele foi baleado na cabeça, por criminosos, na saída 06 da Linha Amarela, na altura da Avenida dos Democráticos, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio de Janeiro, durante um arrastão.
O policial foi levado para o Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), em estado grave, passou por uma cirurgia, mais não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Suspeito de matar policial militar na Linha Amarela é preso em Manguinhos O Dia - Rio de Janeiro

Suspeito de matar policial militar na Linha Amarela é preso em Manguinhos

Homem é conhecido como 'problemático de Manguinhos'

Por O Dia

Contra Problemático, havia quatro mandados de prisão em aberto
Contra Problemático, havia quatro mandados de prisão em aberto -
Rio - Uma ação da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) nas comunidades Manguinhos, Arará e Mandela, na Zona Norte do Rio, prendeu nesta segunda-feira Diego Silva de Jesus Carlos, de 28 anos. Ele também é conhecido como "problemático de Manguinhos". Segundo a Polícia, o suspeito teria envolvimento no assassinato do soldado Daniel Henrique Mariotti, em 5 de janeiro deste ano, na Linha Amarela.
De acordo com a PM, equipes do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) e das UPPs locais também participam da ação. A corporação destacou ainda que, Diego também faz parte da cúpula de criminosos que atuam em Manguinhos, além de ter quatro mandados de prisão em aberto. O Portal dos Procurados do Disque-Denúncia oferecia recompensa de R$ 5 mil por informações que levassem a sua prisão.
Segundo o Portal dos Procurados, Diego é filho do traficante Alexander de Jesus Carlos, o Choque. Além da captura do “Problemático”, os militares prenderam outros dois criminosos e apreenderam drogas. O caso está sendo registrado na 21ªDP (Bonsucesso).
O crime
O policial Daniel Henrique Mariotti era lotado 22ºBPM (Maré). Ele foi baleado na cabeça, por criminosos, na saída 06 da Linha Amarela, na altura da Avenida dos Democráticos, em Bonsucesso, Zona Norte do Rio de Janeiro, durante um arrastão.
O policial foi levado para o Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), em estado grave, passou por uma cirurgia, mais não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários