Operação cumpre mandados de prisão contra braço da milícia de Ecko que atua em Itaguaí

A ação visa cumprir 11 mandados de prisão contra criminosos ligados a quadrilha de Ecko, que está entre os alvos da operação 'Parasitus'

Por O Dia

Operação da Civil mira milícia de Itaguaí que é ligada a Ecko
Operação da Civil mira milícia de Itaguaí que é ligada a Ecko -
Rio - Uma operação da Policia Civil tenta prender integrantes da milícia ligada a Wellington da Silva Braga, o Ecko, e que atua em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio. A ação visa cumprir 11 mandados de prisão preventiva contra criminosos ligados a quadrilha. Ecko está entre os alvos da operação "Parasitus". 
Segundo a GloboNews, a ação tenta prender ainda Carlos Eduardo Benevides Gomes, o Benevides, apontado como chefe do grupo em Itaguaí. Pelo menos uma pessoa foi presa durante a operação.
A milícia da cidade atua extorquindo empresários, na exploração do transporte alternativo e na venda de gás, além de impor taxas de "segurança" para moradores e comerciantes.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários