Rio vai ter mais dois estágios para prevenção de chuvas

Além das fases de normalidade, atenção e crise, agora serão incluídos também classificações de mobilização e alerta. Esses estágios também informam sobre trânsito e transporte público

Por Thuany Dossares

Governo de Marcelo Crivella garante que abono será pago este ano
Governo de Marcelo Crivella garante que abono será pago este ano -
Rio - A cidade do Rio de Janeiro irá contar, a partir do próximo verão, com mais estágios de alerta para prevenir transtornos e desastres provocados pelas fortes chuvas previstas para a alta estação. O que antes era classificado apenas em fases de normalidade, atenção e crise, agora será classificado em normalidade, mobilização, atenção, alerta e crise. A novidade foi divulgada, na manhã desta segunda-feira, pelo prefeito Marcelo Crivella e seu secretariado, durante o anúncio do Projeto Verão 2020.

Segundo o chefe executivo do Centro de Operações Rio (COR), Alexandre Cardeman, antes esses estágios eram utilizados apenas para indicar chuvas, mas agora irão informar também sobre o que as chuvas afetam, como trânsito e transporte público.

"Esses estágios não serão usados só para chuvas, mas também para mobilização, com informações de engarrafamentos. Por exemplo, se vai chover hoje noite, a meteorologia previu isso e já me passou, eu tenho como entrar em estágio de mobilização. Aviso as equipes e as coloco sobreaviso, e também me comunico com a população. Se tiver antecedência posso falar para levar guarda-chuva, não demorar para voltar para casa, ou também pedir para ficar onde está”, explicou Cardeman.

Com a nova qualificação, o estágio de NORMALIDADE é quando não há chuvas e os ventos estão abaixo de 20 km/h. MOBILIZAÇÃO será quando também não houver registros de chuvas, mas com imagens de radar que indiquem a possibilidade de chuvas fortes nas próximas três horas, além de ventos entre 40 Km/h e 49,9 Km/h em duas leituras e/ou estações seguidas. A fase de ATENÇÃO será quando houver registros de chuvas entre 10,1mm e 24,9mm num intervalo de 15 minutos e ventos entre 60 e 89,9 Km/h em duas estações e/ou leituras seguidas.
Já o ALERTA será quando tiver registros de chuva acumuladas acima de 25mm em 15 minutos e 60mm em uma hora, além de ventos de 90 Km/h em duas estações e/leituras seguidas. Por fim, o estágio de CRISE será usado para o agravamento e/ou prolongamento do estágio de alerta, que será determinado pelo prefeito.

PREFEITO TAMBÉM PEDE COLABORAÇÃO DA POPULAÇÃO

Visando diminuir os impactos gerados pelas fortes chuvas, o prefeito Marcelo Crivella afirmou que já foram realizadas 90% das obras preventivas que deveriam ser feitas. Entre a minoria restante das ações preventivas, segundo seu secretariado, estão as obras de drenagem na Rua Jardim Botânico, que devem começar nesta semana, as obras de dragagem do Rio Cabuçu-Piraquê, no Jardim Maravilha, e melhorias do deságue da rede de drenagem na Rua do Catete.

Mesmo com as ações feitas para prevenção, Crivella disse que a ajuda da população também é importante para evitar transtornos e desastres.

"Bom lembrar que todas essas medidas não substituem as pessoas serem coletivas, não jogarem lixo nas ruas, nos bueiros, não morarem em áreas de risco, não saírem de casa e passarem com seus filhos, com seus carros, em locais que podem haver deslizamentos de encostas", falou o prefeito.

A prefeitura pede também que as pessoas não deixem de monitorar as redes sociais da cidade, para não serem pegas de surpresa com fortes chuvas e receberem sempre os alertas de emergência.

A comunicação em tempo real pode ser feita através dos aplicativos da COR.rio, Taxi.Rio, Waze e Moovit, 1746, Orla Rio, além do Facebook e dos relógios digitais da cidade. Enviando também um SMS para o número 40199 e informando seu CEP, o cidadão também receberá mensagens enviadas pela Defesa Civil sobre alertas de chuvas.

O chefe executivo do Centro de Operações Rio (COR), Alexandre Cardeman, ainda informou que a prefeitura está estudando a possibilidade desses estágios serem comunicados em shoppings e mercados.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Governo de Marcelo Crivella garante que abono será pago este ano Reginaldo Pimenta
Plano Verão da Prefeitura do Rio de Janeiro Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Plano Verão da Prefeitura do Rio de Janeiro Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia

Comentários