Acordo entre Prefeitura e IDG estende gestão do Museu do Amanhã por mais um ano

Nesta terça-feira, ponto turístico atingiu a marca de 4 milhões de visitantes

Por O Dia

Frente fria muda o tempo no Rio
Frente fria muda o tempo no Rio -
Rio - A Prefeitura do Rio de Janeiro fechou acordo com o IDG para que o instituto continue na gestão do Museu do Amanhã por mais 12 meses, sem repasse de recursos públicos. O novo contrato, autorizado pelo prefeito Marcelo Crivella, contará a partir de 1º de dezembro desse ano até 30 de novembro de 2020, mas não vai interromper a licitação em curso para concessão do equipamento cultural.

Nesta terça-feira, dia 19 de novembro, o Museu do Amanhã atingiu a marca de 4 milhões de visitantes, desde a sua inauguração, em dezembro de 2015. O espaço comemora o aumento de 9% de público em relação aos primeiros 10 meses de 2018 e o sucesso da exposição temporária “Pratodomundo – Comida para 10 bilhões”, visitada por mais de 250 mil pessoas de abril a outubro, além da nota média de 9,65 em pesquisa realizada com o público para sua mostra de longa duração, sempre atualizada.

"Celebrar quatro milhões de visitantes no Museu do Amanhã é comemorar uma grande conquista do espaço cultural que se tornou um dos mais democráticos e simbólicos equipamentos do Rio. Especialmente em 2020, quando o Rio ostentará o título de Capital Mundial da Arquitetura, O Museu do Amanhã será uma de nossas maiores vitrines", disse o secretário municipal de Cultura, Adolfo Konder.

No evento “4 milhões de encontros”, o diretor-executivo do museu, Henrique Oliveira, do IDG, e Konder receberam o público.

"A Prefeitura do Rio de Janeiro firmou um acordo com o IDG para que o Instituto permaneça, em caráter excepcional, durante mais um ano, à frente da gestão do museu. Aceitamos o desafio e contamos com as nossas parcerias e patrocínios para continuar recebendo os visitantes com qualidade e programação relevante", informou Oliveira.

Galeria de Fotos

Frente fria muda o tempo no Rio Cléber Mendes/Arquivo/Agência O Dia
Museu do Amanhã Riotur/ Alexandre Macieira

Comentários