Chefe do tráfico de comunidade de Niterói morre em confronto com PMs

Diego Felix Domingos Rezende, o Xibó, comandava a venda de drogas do Morro do Santo Cristo, no Fonseca

Por O Dia

Xibó já havia sido preso em março de 2018
Xibó já havia sido preso em março de 2018 -
Rio - O chefe do tráfico do Morro do Santo Cristo, em Niterói, na Região Metropolitana do estado, foi morto, nesta quarta-feira, durante um confronto com PMs. Diego Felix Domingos Rezende, o Xibó, de 29 anos, foi baleado por policiais do 12º BPM (Niterói), durante uma ação do batalhão na comunidade.
De acordo com a Polícia Militar, os agentes foram até a comunidade do Fonseca para reprimir o tráfico de drogas local. Chegando lá, eles foram recebidos a tiros, quando houve o confronto em que Xibó foi morto.
Além da morte do chefe do tráfico, que era da facção Terceiro Comando Puro (TCP), outros dois criminosos foram presos na ação. Também houve a apreensão de uma pistola Girsan com numeração raspada e 10 munições calibre 9 mm, uma espingarda CBC calibre 12, sete cartuchos, um radiotransmissor, 228 papelotes de maconha (550g) e 101 pinos de cocaína (49g).
Material apreendido na ação - Divulgação / Polícia Militar
PRESO EM 2018
Xibó havia sido preso em março de 2018 por policiais civis da 78ª DP (Fonseca). Na ocasião, foi cumprido um mandado de prisão por tráfico, estupro e homicídio.
Ele foi capturado em uma churrascaria de Itaboraí, quando comemorava seu aniversário com familiares e amigos.

Galeria de Fotos

Xibó já havia sido preso em março de 2018 Divulgação / Polícia Militar
Material apreendido na ação Divulgação / Polícia Militar

Comentários