Capacitando para melhorar o futuro

Projeto Cozinha & Voz inaugura primeira turma para capacitar transexuais como assistentes de cozinha

Por

Primeira turma tem 25 transexuais, que foram selecionados após uma série de entrevistas com os responsáveis pelo curso
Primeira turma tem 25 transexuais, que foram selecionados após uma série de entrevistas com os responsáveis pelo curso -

União para fazer o bem. Isso fica claro no Projeto Cozinha & Voz, que tem como principal objetivo capacitar transexuais com formação profissional para ajudantes de cozinha. O curso é fruto de uma parceria entre o Senac RJ, a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Ministério Público do Trabalho (MPT), a chef Paola Carosella e a ONG Casa Poema. As aulas começaram na última segunda-feira (25) e irão até o começo de dezembro no Centro Politécnico do Senac RJ, na Zona Norte do Rio.

"A ideia é ensinar uma postura de como se comportar em uma cozinha, quais são as regras básicas, como manusear os alimentos. Coisas simples, mas que dão um embasamento para um profissional", contou Osvaldo Gorski, consultor de gastronomia do Senac RJ. 

"A diversidade é uma bandeira forte para 2020 e nós, do Ministério Público do Trabalho, apostamos que esse curso será um diferencial para essa parte da população em um momento tão complicado e difícil no ramo empregatício. Os alunos ganham conhecimento e a sociedade também ganha, inserindo essas pessoas em alta situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho, com empregos dignos e honestos", afirmou Daniela Ribeiro Mendes, Procuradora Regional do Trabalho.

O Cozinha & Voz faz parte de um amplo projeto de promoção do trabalho decente para pessoas em situação de vulnerabilidade, que sofrem as mais diversas discriminações e preconceitos (racial, gênero, social, orientação sexual), com o objetivo de incluí-las no mercado de trabalho decente e seguro.

"A gente sabe que essa inserção é de suma importância para esse grupo da sociedade que ainda sofre com tanto preconceito e discriminação no mercado de trabalho. Dentro da capacitação, os alunos irão aprender boas práticas no momento do preparo e higiene dos alimentos", explicou a professora Lígia Abreu.

No curso de Técnicas para Ajudante de Cozinha, até então inédito no Rio, os alunos terão acesso às técnicas básicas de limpeza, corte, pré-preparo, cozimento, apresentação e armazenamento de alimentos. 

"Tenho experiência na cozinha pois já trabalhei em um bar, mas em todas as vagas que eu me candidato e faço entrevista não consideram meu antigo trabalho. Com o curso e um certificado, espero qualificar meu currículo e ter mais sorte nas vagas que estão abertas no mercado", disse Luther Yalle. 

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários