Infrações sanitárias estão entre as irregularidades

Por

Grande parte desses fabricantes não respeitam normas como a RDC (Resolução da Diretoria Colegiada) nº 14 da Anvisa, de 2012, segundo a qual os limites máximos permitidos de alcatrão, nicotina e monóxido de carbono na fumaça principal (a fumaça tragada pelo fumante) são de 10 miligramas por cigarro para o alcatrão, 1 miligrama por cigarro para a nicotina e 10 miligramas por cigarro para o monóxido de carbono.

A Anvisa identificou 90 marcas de cigarro comercializadas de forma irregular e disponibilizou a informação em sua página na internet: portal.anvisa.gov.br.

A Agência alerta ainda que não há níveis seguros para o consumo de qualquer produto derivado do tabaco. Por esse motivo, a única forma de estar livre dos riscos é não consumir tais produtos e não respirar a fumaça produzida por quem fuma.

Denúncias de irregularidades podem ser realizadas pelo número 0800 642 9782 ou pela Ouvidoria da Anvisa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários