Falsificação de selos e descumprimento de normas

Por

O advogado do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), Marcelo Ludolf, estima que o conjunto dos impostos devidos pelas devedoras contumazes do setor de tabaco seja superior a R$ 32 bilhões. Ele afirma que somente no Rio de Janeiro, empresas que atuam de forma irregular há anos - entre elas Sulamericana e Quality In - possuem, juntas, dívidas avaliadas em mais de R$ 1,1 bilhão, montante bastante expressivo.

Em resposta às declarações de Ludolf, a Quality In enviou a seguinte declaração: "A Quality In Tabacos é uma empresa nacional e desenvolve suas atividades regularmente, nos termos da legislação em vigor, nunca sendo atribuída a esta as práticas criminosas citadas pelo advogado. Todas as declarações prestadas são falsas e serão objeto de procedimento judicial propício a responsabilizá-lo".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários