Ciclista é atropelado por ônibus em Botafogo e fica em estado gravíssimo

Bruno Queiroz de Lima Chaves tinha acabado de deixar o Aterro do Flamengo quando foi atingido por um motorista, que fugiu do local

Por RAI AQUINO

Ciclista tem 38 anos
Ciclista tem 38 anos -
Rio - Um ciclista foi atropelado no fim da madrugada desta terça-feira, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. Bruno Queiroz de Lima Chaves, de 38 anos, tinha acabado de deixar o Aterro do Flamengo e estava a caminho de casa. Ele foi atingido por um ônibus na esquina das ruas Mena Barreto com a São João Batista, por volta das 5h40.
O ciclista foi socorrido por agentes do quartel do Corpo de Bombeiros do Humaitá no Hospital Miguel Couto. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o estado de saúde dele é "gravíssimo". 
O amigo e fundador da Comissão de Segurança no Ciclismo da Cidade do Rio de Janeiro (CSCRJ), Raphael Pazos, foi ao Miguel Couto para acompanhar a evolução do Bruno de perto. Muito abalado, ele contou ao DIA, que o ciclista teve traumatismo craniano e que os médicos estão aguardando a pressão dele baixar para avaliarem uma cirurgia.
"Ele tinha treinado hoje, como todo mundo, mas o ônibus o pegou e não prestou socorro", Raphael reclama. "A gente tem áreas de treinamento como o Aterro, que funciona às terças, quartas e quintas, mas para chegar ou sair de lá, o ciclista precisar trafegar pelas ruas normalmente".

Galeria de Fotos

Ônibus que teria atropelado o ciclista Arquivo Pessoal
Ciclista tem 38 anos Arquivo Pessoal
Bruno estava indo para casa quando foi atropelado Arquivo Pessoal
Ciclista tem 38 anos Arquivo Pessoal
Testemunhas contam que o ônibus que atropelou o ciclista seria da Viação Real Transportes. Logo após o acidente, elas seguiram para a 10ª DP (Botafogo) para registrar o caso.
"Isso acontece todo santo dia, independente se é um ciclista de alto rendimento ou se é um ciclista que está fazendo entrega de mercadoria. Lugar de bicicleta é na via pública. As bicicletas estão aí no dia a dia e vão continuar. Esse trânsito mata mais do que uma guerra. São 115 atropelamentos de ciclistas e pedestres no país por dia e ninguém se comove com isso", Rephael desabafa.
Procurado pelo DIA, o Consórcio Intersul, que opera a linha envolvida no atropelamento, disse lamentar o incidente.
"O Consórcio informa que está colaborando com as autoridades policiais na investigação do caso. Desde o início da manhã, técnicos e operadores reuniram informações do ocorrido para identificar o veículo envolvido. O Consórcio Intersul está empenhado para contribuir com a perícia no que for preciso", informou, em nota.
O Consórcio, no entanto, não respondeu à reportagem se o motorista já foi identificado.
"Reafirmamos o nosso compromisso com o treinamento dos profissionais, que são orientados a respeitar o Código de Trânsito Brasileiro e a sinalização nas vias".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários