Tentativa de assalto à joalheria tem refém e perseguição interdita Túnel Rebouças

Ação aconteceu no início da noite desta quarta-feira

Por Bruna Fantti

A joalheria assaltada fica em Ipanema, de onde quadrilha fugiu com a chegada da polícia. Parte dos integrantes foi presa no Jardim Botânico
A joalheria assaltada fica em Ipanema, de onde quadrilha fugiu com a chegada da polícia. Parte dos integrantes foi presa no Jardim Botânico -
Rio - Dois criminosos foram presos, no início da noite desta quarta-feira, após uma tentativa de assalto à joalheria Sara, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, e fazer um casal refém dentro de uma escola de yoga no Jardim Botânico. De acordo com relatos, criminosos armados fugiram em direção ao Túnel Rebouças, também na Zona Sul, e dois deles invadiram a escola. Por volta das 19h10, um deles foi preso e o outro – ferido durante troca de tiros com policiais – aguardava a chegada da ambulância. O casal feito refém foi liberado por volta do mesmo horário. A negociação para a libertação dos reféns durou cerca de 20 minutos.
A primeira troca de tiros aconteceu com a chegada da polícia à joalheria, na Rua Garcia D'Avila. Em quatro motos, os bandidos fugiram em direção ao Túnel Rebouças, que chegou a ser interditado por cerca de dez minutos. Na entrada do túnel havia uma motopatrulha com seis agentes. Houve nova troca de tiros, um dos criminosos foi baleado na perna, mas, mesmo ferido, conseguiu fugir para a escola com um comparsa. 
"Estávamos baseados na entrada do túnel, com a motopatrulha. Trocamos tiros, dois fugiram. Outros dois foram pulando pelo prédio da Prefeitura e tentaram entrar no prédio em anexo. Um já estava baleado ao fazer um refém dentro do espaço de yoga", afirmou um sargento. O policial disse que um negociador do 23°BPM negociou a rendição. O Bope foi acionado, mas não chegou a atuar. Parte das joias roubadas foi recuperada, além de duas pistolas 9mm. Ainda não se sabe o prejuízo total da joalheria.
Segundo a Polícia Militar, equipes da 23º BPM (Leblon) foram chamadas para verificar a tentativa de roubo a uma joalheria na Rua Garcia D'Avila, em Ipanema. Com a chegada dos policiais, os criminosos iniciaram a fuga e houve perseguição. Um cerco foi realizado e se estendeu até as imediações do Túnel Rebouças. A ocorrência segue em andamento.
Por conta da perseguição, os acessos à Lagoa Rodrigo de Freitas pelo Túnel Rebouças chegaram a ser interditados. Às 18h46, o Centro de Operações da Prefeitura (COR) informou que o local havia sido liberado. No entanto, a descida do Rebouças para a Rua Jardim Botânico, sentido Gávea, permaneceu fechada até o final da noite. 
Nas redes sociais, internautas relataram os momentos de tensão do episódio. 
"Vocês sabem o que aconteceu no Túnel Rebouças? Muito tiro aqui", escreveu um. "Túnel Rebouças, no sentido Lagoa, tudo parado", relatou outro. "Bala comendo no Túnel Rebouças", comentou mais um. "Foi horrível eu estava dentro do ônibus", disse outra. 

 
 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

A joalheria assaltada fica em Ipanema, de onde quadrilha fugiu com a chegada da polícia. Parte dos integrantes foi presa no Jardim Botânico Reprodução / TV Globo
Joias e armas foram recuperadas com criminosos Divulgação
Joias e armas foram recuperadas com criminosos Divulgação

Comentários