BRT anuncia volta de operação no trecho em Campo Grande

Consórcio informou que a volta da operação acontece em caráter experimental

Por O Dia

Estação de Campo Grande reformada
Estação de Campo Grande reformada -
Rio - O BRT anunciou nesta quinta-feira que irá retomar a operação do percurso da Avenida Cesário de Melo, em Campo Grande, na Zona Oeste, a partir da próxima segunda. Segundo o consórcio, a atuação será realizada em caráter experimental para analisar as necessidades dos passageiros da região. O serviço semi-direto fará parada nas estações Cajueiros, Gastão Rangel e General Olímpio. Todas foram reformadas.
Nesta quarta-feira, o prefeito Marcelo Crivella visitou a obra da estação de Campo Grande. A obra, no valor de R$ 400 mil, inclui a instalação de vidros, fiação elétrica, catracas, banheiro, máquina de autoatendimento e sistema de rede integrada ao Riocard. O custo foi pago pelo Consórcio BRT.
O eixo da Avenida Cesário de Melo teve a operação interrompida em maio de 2018 após  casos de vandalismo e violência. Durante esse período, foi disponibilizada a linha 17 em ônibus convencional, que percorre o eixo da Cesário de Melo em pista regular. Ao todo, este trecho possui 22 estações e 12 quilômetros de extensão. O coletivo não terá suas atividades encerradas.
De acordo com o consórcio, por conta da suspensão das atividades, uma grande parte da população passou a utilizar as pistas exclusivas para atividades de lazer ou mesmo circulação de pedestres. Por esta razão, batedores virão à frente dos veículos para alertar que o BRT se aproxima. Orientadores também estarão a postos no Terminal Campo Grande para tirar todas as dúvidas dos passageiros.
A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) determinou o intervalo de saída dos veículos da Linha Experimental de Coleta de Dados para 30 minutos. O serviço será oferecido diariamente das 6h às 22h. 
A prefeitura definiu que irá realizar ações para assegurar o funcionamento regular do BRT. Ao todo, são 30 mil passageiros que utilizavam o corredor diariamente antes da suspensão das atividades. A ação na retomada do modal pela Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) conta com o apoio de órgãos municipais, como CET-Rio, Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Conservação, Rioluz e Comlurb, além do suporte da Polícia Militar e Polícia Civil.
A SMTR ainda não informou quando as demais estações ficarão prontas para receber o serviço.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários