Inspetores penitenciários receberiam R$ 10 mil para levar droga para cadeia da Baixada

Agentes levaram maconha e cocaína para a Cadeia Pública Cotrim Neto, em Japeri

Por O Dia

Júlio Vicente dos Santos Neves e Thiago Cotrim Chambarelli
Júlio Vicente dos Santos Neves e Thiago Cotrim Chambarelli -
Rio - Dois inspetores penitenciários foram presos, nesta quinta-feira, por terem levado 1.185 gramas de maconha e 262 gramas de cocaína para a Cadeia Pública Cotrim Neto, em Japeri, na Baixada Fluminense. O material foi colocado no banheiro do pátio de visitas do presídio e seria retirado por internos. Júlio Vicente dos Santos NevesThiago Cotrim Chambarelli contaram que receberiam R$ 10 mil pela encomenda.
De acordo com a Secretaria estadual de Administração Penitenciária, a droga foi encontrada durante uma revista no local. Após localizarem o material, os agentes analisaram imagens das câmeras de segurança do presídio, quando foi constatado que Júlio e Thiago eram os responsáveis pela maconha e cocaína.

Galeria de Fotos

Foram encontrados 1.185 gramas de maconha e 262 gramas de cocaína Divulgação / Seap
Droga estava embalada Divulgação / Seap
Material foi colocado em um banheiro na área de visitantes Divulgação / Seap
Júlio Vicente dos Santos Neves e Thiago Cotrim Chambarelli Divulgação / Seap
Droga encontrada Divulgação / Seap
A droga estava em três grandes embrulhos. No banheiro também foi achado R$ 1 mil em uma lixeira ao lado dos armários dos inspetores.
Os agentes e o material foram levados para a 52ª DP (Nova Iguaçu), onde o caso foi registrado. Em seguida, eles deram entrada no Presídio Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários