Draco e MP prendem três integrantes de milícia da Praça Seca

Outros dois criminosos do bando tiveram mandados de prisão cumpridos contra eles dentro da cadeia

Por O Dia

Grande, Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, e Capela
Grande, Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, e Capela -
Rio - Uma ação conjunta entre a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e o Ministério Público estadual (MPRJ) prendeu três milicianos que agem na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio. Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, de 38 anos; Marco Antonio de Jesus, conhecido como Capela, 47; e Emanoel da Silva de Lima, o Grande, 28, foram encontrados em comunidades de Santa Maria (na Taquara), Sepetiba e Santa Cruz. As prisões aconteceram na sexta-feira.
Além dos três, também foram cumpridos mandados de prisão contra milicianos que já estavam presos: Paulo de Jesus Aguiar Júnior, o Sarpimpim ou Malucão, 34; e Willians Tavares Mendonça da Silva, o Dengudo, 37.

Galeria de Fotos

Paulo de Jesus Aguiar Júnior, o Sarpimpim ou Malucão Reprodução
Willians Tavares Mendonça da Silva, Dengudo Divulgação / Polícia Civil
Grande, Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, e Capela Reprodução
De acordo com as investigações, os milicianos da Praça Seca também agem em outras regiões de Jacarepaguá. Desde setembro de 2018, eles praticam extorsão a moradores, comerciantes e prestadores de serviço para oferecer "serviços de segurança", sempre com o uso de armas e ameaças.
Dentre os crimes praticados pelo grupo paramilitar estão roubos, estupros, lesões corporais, exploração e comercialização de sinais clandestinos de Internet, TV a cabo e do comércio de gás e água, monopolização do serviço da venda de botijões de gás e água a moradores, além de receptação veículos e comércio de armas de fogo.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Draco e MP prendem três integrantes de milícia da Praça Seca O Dia - Rio de Janeiro

Draco e MP prendem três integrantes de milícia da Praça Seca

Outros dois criminosos do bando tiveram mandados de prisão cumpridos contra eles dentro da cadeia

Por O Dia

Grande, Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, e Capela
Grande, Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, e Capela -
Rio - Uma ação conjunta entre a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e o Ministério Público estadual (MPRJ) prendeu três milicianos que agem na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio. Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, de 38 anos; Marco Antonio de Jesus, conhecido como Capela, 47; e Emanoel da Silva de Lima, o Grande, 28, foram encontrados em comunidades de Santa Maria (na Taquara), Sepetiba e Santa Cruz. As prisões aconteceram na sexta-feira.
Além dos três, também foram cumpridos mandados de prisão contra milicianos que já estavam presos: Paulo de Jesus Aguiar Júnior, o Sarpimpim ou Malucão, 34; e Willians Tavares Mendonça da Silva, o Dengudo, 37.

Galeria de Fotos

Paulo de Jesus Aguiar Júnior, o Sarpimpim ou Malucão Reprodução
Willians Tavares Mendonça da Silva, Dengudo Divulgação / Polícia Civil
Grande, Lilian Cristina Soares Loreto Mendes, e Capela Reprodução
De acordo com as investigações, os milicianos da Praça Seca também agem em outras regiões de Jacarepaguá. Desde setembro de 2018, eles praticam extorsão a moradores, comerciantes e prestadores de serviço para oferecer "serviços de segurança", sempre com o uso de armas e ameaças.
Dentre os crimes praticados pelo grupo paramilitar estão roubos, estupros, lesões corporais, exploração e comercialização de sinais clandestinos de Internet, TV a cabo e do comércio de gás e água, monopolização do serviço da venda de botijões de gás e água a moradores, além de receptação veículos e comércio de armas de fogo.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários