Gêmeos nascem em anos diferentes na cidade do Rio

Mãe deu à luz às 23h58 e três minutos depois no Hospital Ronaldo Gazolla, em Acari

Por

Gabriele e Rian nasceram com 2,46 quilos e 47 centímetros, e 2,86 quilos e 49 centímetros, respectivamente
Gabriele e Rian nasceram com 2,46 quilos e 47 centímetros, e 2,86 quilos e 49 centímetros, respectivamente -

Enquanto uma multidão celebrava a chegada de 2020 em Copacabana e em outras regiões da cidade, a operadora de caixa Jozeni Silva de Lima, de 40 anos, dava à luz os gêmeos Gabriele e Rian, última criança nascida em 2019 e a primeira em 2020, respectivamente. Os mais novos cariocas nasceram com três minutos de diferença: a menina às 23h58 e o menino 0h01. E, por conta disso, em anos diferentes.

O parto foi uma cesariana, na presença do pai, Rodrigo Faustino da Silva, no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, na Zona Norte. Gabriele nasceu com 2,46 quilos e 47 centímetros, enquanto Rian veio ao mundo com 2,86 quilos e 49 centímetros.

Com os gêmeos no colo, Jozeni contou sobre a emoção em dobro no Réveillon. E também relatou a surpresa quando soube que os filhos nasceram em anos diferentes. "É bem diferente. Agora estou pensando como serão as festinhas de aniversário, porque uma vai ter que bater parabéns antes e o outro depois", brincou.

Jozeni disse que tinha acabado de arrumar a ceia de Ano Novo quando sentiu as contrações. "Fomos logo para a maternidade. Foi um Réveillon bem diferente, eram filhos aguardados com muita expectativa", declarou a operadora de caixa, que também é mãe de mais um jovem.

A gestação durou 35 semanas, cinco a menos que o normal, mas mãe e crianças passam bem, informou a Secretaria Municipal de Saúde. O parto foi realizado pela obstetra Carla Galhardo.

REDE ESTADUAL

Já na rede estadual, à 00h02 nasceu Angelo Gabriel Marques Santos, no Hospital da Mãe em Mesquita, na Baixada Fluminense. O menino é o primeiro filho do casal Jorge Antonio Marques, 39 anos, e Cíntia Santos da Silva, 35.

"Foi uma sensação incrível! Vi meu filho nascer enquanto os fogos estouravam do lado de fora. É o Réveillon mais espetacular da minha vida", comentou o pai, radiante de alegria.

Jorge, que é pedreiro, e Cíntia, copeira, moram na comunidade da Chatuba, também em Mesquita. Ela já têm outros dois filhos: Maicon, de 19, e Juan, de 17.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários