Rio tem baixo estoque de sangue

Período de férias deixa em alerta o Hemorio, já que número de doadores cai em 20%

Por

Para ser um doador de sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos
Para ser um doador de sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos -

Com as festas de fim ano, férias e até o período do Carnaval, o Hemorio, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde, enfrenta uma baixa nos estoques de sangue. Segundo Margarida Pecego, chefe do Serviço de Atendimento aos Doadores da instituição, neste intervalo, em média, há uma queda de cerca de 20 % no número de doadores.

Ainda de acordo com Margarida, a redução das doações ocorrem na mesma época em que a procura pelas bolsas de sangue cresce por causa do aumento do número de acidentes nas rodovias.

"O sangue tem que esperar pelo paciente, não o contrário. As doações são de extrema importância. Além dos doentes crônicos, que necessitam das doações em qualquer época, há os acidentes nas rodovias que aumentam neste período", explicou Margarida.

Segundo a chefe do Serviço de Atendimento aos Doadores, durante o intervalo entre o final e início do ano, o número de doadores no Hemorio cai de cerca de 6 mil mensal para 4,8 mil. O Hemorio fornece sangue para 150 hospitais das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro.

"Uma única doação pode ajudar até quatro pessoas. Geralmente, leva de 5 a 10 minutos. O sangue do grupo O (positivo e negativo) são os mais requisitados pelos hospitais, mas é importante que haja estoque para todos os tipos de sangue", explicou Margarida.

O Hemorio está localizado na Rua Frei Caneca, 8, Centro. Funciona diariamente, das 7h às 18h, incluindo sábados, domingos e feriados.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários