Usuários das barcas condenam mudanças na grade de horários da CCR

Depois de Paquetá, moradores da Ilha do Governador marcam protesto para hoje. Em Niterói, horários de pico terão intervalos maiores. Secretário estadual de Transporte, Delmo Pinho diz que mudanças foram necessárias para reduzir prejuízo de concessionária

Por Maria Luisa de Melo

VALE
VALE -

Depois de moradores da Ilha de Paquetá protestarem contra a drástica redução do número de horários de viagens, que deverá entrar em vigor a partir do próximo sábado, moradores da Ilha do Governador também planejam um ato para hoje. A intenção é cobrar informações da Secretaria estadual de Transportes (Setrans) sobre as alterações na linha Praça XV - Cocotá.

Segundo o secretário estadual de Transporte, Delmo Pinho, as mudanças serão feitas em três das quatro linhas hidroviárias operadas pela concessionária CCR.

Além da redução de 47 para 27 horários da linha Praça XV/Paquetá, o trajeto Praça XV/Cocotá (Ilha) terá mudanças de horários, já divulgados pela CCR-Barcas (confira na imagem abaixo). Já quem vai do Rio para Niterói para trabalhar, e vice-versa, contará com intervalos maiores a partir deste sábado. Isso porque os horários considerados de pico (das 6h30 às 10h e das 16h30 às 20h) terão intervalos de 15 minutos. Hoje, são de dez minutos.

Mapa com horários das barcas - Infografia O Dia

As mudanças foram autorizadas pela 6ª Vara de Fazenda Pública do Rio, depois de a concessionária alegar que acumula prejuízo. "Em 2012, as Barcas tinham uma média de 120 mil passageiros por dia, sendo 90% na linha Rio-Niterói. Hoje temos cerca de 90 mil. Houve redução de 60% da demanda. A empresa está tendo de R$ 70 milhões a R$ 80 milhões de prejuízo por ano", diz Pinho.

Ainda segundo ele, o trâmite para que uma nova licitação seja realizada vem sendo agilizado. Um novo termo de referência, para contratar serviços técnicos e estruturar um novo modelo de transporte aquaviário de passageiros e de cargas ficou pronto. Mas a nova concorrência só deverá acontecer ano que vem.

 

 

Moradores da Ilha reclamam

Com uma população de mais de 300 mil habitantes, a Ilha do Governador já teve corte de oito horários do trajeto Praça XV/Cocotá, em 2016. Foi naquele ano que a concessionária CCR Barcas pediu o fim do contrato de concessão, alegando prejuízo nas operações. Agora, o bairro só conta com três horários pela manhã e outros três à tarde e à noite.

"É um completo absurdo. Não podemos ser mais afetados. Não há mais nenhum horário que possa ser cortado. Estamos aguardando para ver quais serão os novos horários estipulados", reclama o morador Sérgio Ricardo, de 50 anos. Ele é um dos que organiza um protesto marcado para acontecer hoje, às 18h, no Parque Poeta Manuel Bandeira (Aterro do Cocotá).

O bairro, que tem uma única entrada/saída (a Estrada do Galeão), sofre com engarrafamentos constantes. "As barcas são uma opção muito importante para fugirmos do trânsito", argumenta.

Desconto para quem fizer integração em Niterói

Linha com maior número de passageiros, a Praça XV/Arariboia, que transporta 56 mil passageiros por dia, terá intervalos maiores a partir da próxima semana. No último dia 27, começou a valer o desconto de até R$ 4 para quem fizer a integração do ônibus municipal com o catamarã de Charitas, na linha seletiva em que não há desconto no Bilhete Único. Ou seja, quem pagava R$ 21,65 (R$ 4,05 do ônibus municipal mais R$ 17,60 do catamarã) desembolsa R$ 17,65, garantindo o desconto de R$ 4.

No dia 30 de dezembro, o mesmo abatimento começou a valer para quem fizesse a integração de ônibus municipal de Niterói com as barcas na travessia Praça XV - Arariboia. Nesse caso, quem usa cartão passou a pagar R$ 6,35.

Atualmente, os passageiros que pegam o ônibus municipal e a barca na Praça Arariboia, e não têm direito ao desconto no Bilhete Único, pagam R$ 10,35. Com o novo subsídio da prefeitura, o valor da viagem terá desconto de R$ 4,00, totalizando R$ 6,35.

E, até o fim do mês, passará a valer o desconto no trajeto Arariboia - Praça XV.

Paquetá terá barcas novas

A partir da próxima semana, aqueles que fizerem o trajeto Praça XV/Paquetá contarão com novas barcas, compradas pelo governo do estado. "Definimos para o concessionário que ele deveria colocar a barca nova, com capacidade para 500 passageiros, com ar-condicionado", diz o secretário Delmo Pinho. Segundo ele, apenas o horário de almoço não será contemplado.

"É neste horário (por volta das 13h) que tem que ir a carga para a Ilha de Paquetá", justifica.

Mas os moradores não estão confiantes. "O que temos de concreto são cortes de horário e atrasos", reclama o fotógrafo Marcos Albuquerque.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

VALE ARTE O DIA
Medida busca reduzir prejuízos operacionais que já somam R$ 7 milhões mensais Divulgação/CCR Barcas
Mapa com horários das barcas Infografia O Dia

Comentários