Vendedor de balas que estava desaparecido é encontrado morto

Homem costumava trabalhar em ônibus de Nova Iguaçu e ia até a Avenida Brasil

Por *Carolina Freitas

Anderson foi encontrado morto no dia 25 na Avenida Brasil
Anderson foi encontrado morto no dia 25 na Avenida Brasil -
Rio - Um vendedor de balas, identificado como Anderson Clayton, de 34 anos, que estava desaparecido desde a quinta-feira (23), foi encontrado morto neste sábado (25) na Avenida Brasil, na altura da Ilha do Governador. De acordo com a tia da vítima, Valéria Oliveira, a família começou a procurar pelo vendedor na madrugada do dia 24.
"A gente foi ao Hospital Souza Aguiar e disseram que ele não tinha dado entrada lá. Então, fomos ao Instituto Médico Legal (IML) do Centro. Chegando lá, informaram que ele tinha saído morto do Souza Aguiar às 7h45 e chegado no IML por volta das 9h. Ele costumava vender as balas nos ônibus de Nova Iguaçu até a Avenida Brasil. Saía pra trabalhar às 16h e voltava lá pelas 22h", contou.
Ainda segundo Valéria, os parentes de Anderson foram informados pelo IML que ele teria sido atropelado. Porém, o irmão, Éverton Mendes, não acredita nessa versão. "Eu fui reconhecer o corpo e estava estranho. Ele tava com um olho roxo, a mão esquerda roxa. Nós vamos a delegacia para tentar o descobrir o que de fato aconteceu", disse.
Procurada pelo DIA, a Polícia Militar disse que equipes do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) foram acionadas para a ocorrência, mas, chegando no local constataram que a vítima havia sido socorrida ao Hospital Souza Aguiar por uma ambulância da SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). A PM ressalta ainda que a 21ª DP (Bonsucesso) investiga as circunstâncias do fato.
Ainda de acordo com familiares, Anderson vendia balas há anos e era muito querido na região. O sepultamento ocorreu neste domingo, no Cemitério de Nova Iguaçu, as 16h.
*Estagiária sob supervisão de Thiago Antunes
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários