PM reformado e esposa morrem em tentativa de assalto na Avenida Brasil

Polícia procura por câmeras da região para tentar encontrar criminosos

Por O Dia

PM reformado e a companheira foram mortos em tentativa de assalto na Avenida Brasil
PM reformado e a companheira foram mortos em tentativa de assalto na Avenida Brasil -
Rio - Um policial militar reformado, identificado como Jobson João Lima da Silva, 56 anos, e sua companheira, Ana Angélica Gomes dos Santos, foram mortos a tiros em tentativa de assalto na tarde desta sexta-feira na Avenida Brasil, sentido Centro, altura de Bangu.
De acordo com a PM, o casal estava em um veículo quando foi abordado por ocupantes de outro carro, que começaram a atirar. Na ação, Jobson e Ana ficaram feridos e foram socorridos ao Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, mas não resistiram aos ferimentos. Jobson entrou na corporação em 1985 e passou para a inatividade em 2012, segundo informou a PM. As vítimas deixam um filho. 
A Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada para investigar o caso. Os agentes fizeram uma perícia no local e procuram por câmeras da região que possam ajudar a identificar os criminosos. 
Ainda não há informações sobre a data e local de enterro de Jobson e Ana Angélica.
Disque Denúncia divulga cartaz

O Portal dos Procurados divulgou, no início da noite desta sexta-feira, um cartaz pedindo informações que possam levar a identificação e prisão dos envolvidos na morte do Sub Tenente Inativo da Polícia Militar do Rio Jobson João Lima da Silva, 56 anos. O agente entrou na corporação em 1985 e passou para a inatividade em 2012.
O casal estava em um veículo, modelo Creta, na cor vermelha, quando foi abordado por criminosos em outro veiculo, que fizeram vários disparos. Com a morte do militar, chega a sete o numero de Agentes de Segurança, assassinados no Rio em 2020. Sendo todos os sete da Policia Militar do Rio de Janeiro.
Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos na morte do Sub Ten Inativo/PM Jobson favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular do Disque Denuncia.

Todas as informações sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pela DH e PMERJ, encarregadas do caso e que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de Agentes de Segurança Pública no Rio.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários