Rio lança campanha 'Praia Urgente' com mutirões de limpeza

Primeiro mutirão de limpeza aconteceu na Praia de Ipanema e nas Ilhas Cagarras

Por Luana Dandara

Coleta de lixo no mar e nas areias de Ipanema.
Coleta de lixo no mar e nas areias de Ipanema. -
Rio - A Secretaria Municipal de Meio Ambiente lançou, neste domingo, a campanha "Praia Urgente", uma mobilização pela conscientização ambiental nas praias da cidade. Um primeiro mutirão de limpeza aconteceu na Praia de Ipanema e nas Ilhas Cagarras. O secretário Bernardo Egas fez a travessia até o arquipélago em um stand up paddle construído com garrafas pet.
A campanha conta ainda com a colaboração dos projetos Route, Verde Mar e Stone House, voltados para a preservação do meio ambiente. Presidente da ONG Route, Simão Felipe, de 35 anos, explicou que a ideia do mutirão é fazer um diagnóstico do lixo coletado e criar ações de prevenção mais efetivas para minimizar o impacto desses resíduos nas areias.
"Por meio de uma triagem, faremos uma separação do material para entender o perfil do problema e pensar em soluções mais efetivas. Queremos ampliar essa busca por soluções, não só ficar no mutirão de limpeza, que é uma ação paliativa", detalhou ele. "Encontramos muitas bitucas de cigarro e garrafas pet de água mineral, que percebemos um aumento significativo por conta do problema da Cedae", acrescentou.
Segundo Simão, o lixo acaba afetando também ilhas, como as Cagarras. "Esse problema não está só na praia, na areia, o lixo já chegou também nos oceanos e ilhas", disse ele. As próximas praias a receber a campanha "Praia Urgente" devem ser Praia de Copacabana, Barra, São Conrado e Grumari.
Entre os 80 voluntários no mutirão estava o estudante Yuri Moura, de 26 anos. "Ainda me surpreende o montante de resíduos encontrado nas praias. As pessoas não se sentem responsáveis pelo próprio lixo. É necessário ressignificar o lixo, por exemplo na criação da prancha de garrafa pet. A ação de limpeza também é importante para mostrar pelo exemplo e tocar as pessoas a partir disso", comentou.
O casal de turistas Maria Estela, 76 anos, e Ulisses Pontes, 77, mora em Curitiba e visita frequentemente o Rio. Os dois pararam a visita na Praia de Ipanema para observar a mobilização de limpeza. "Curitiba começou assim, com diversas ações de conscientização, e hoje é uma cidade muito limpa, onde todos jogam o lixo no local adequado", disse Maria. "É importante educar a população, chamar atenção para o lixo. O lixo incomoda sim quando vamos nas praias cariocas", completou Ulisses.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários