Ex-namorada suspeita de atear fogo em motoboy é presa

Portal dos Procurados oferecia recompensa de R$ 1 mil por informações sobre o paradeiro da jovem

Por O Dia

Kátia é procurada pela polícia
Kátia é procurada pela polícia -
Rio - Agentes da 4ª DP (Praça da República) prenderam Kátia Cristina de Almeida da Silva, de 20 anos, nesta segunda-feira, no Centro do Rio. A jovem, que era considerada foragida da Justiça, é suspeita de atear fogo no ex-namorado, o motoboy Daniel Jean Rocha Claudino, 20 anos. 
Daniel teve queimaduras de segundo e terceiro grau em 55% do corpo. O ataque aconteceu na manhã do dia 15 de janeiro, no Cachambi, na Zona Norte da cidade. O jovem continua internado no Hospital Souza Aguiar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, seu estado de saúde é estável. 
De acordo com a Polícia Civil, Kátia é a principal suspeita de ter ateado fogo no corpo do seu ex-namorado. O Portal dos Procurados oferecia recompensa de R$ 1 mil por informações sobre seu paradeiro. O caso é investigado pela 23ª DP (Méier). 
Na manhã de quarta-feira, 15 de janeiro, Daniel estava consertando o cabo do acelerador de sua moto, perto de sua casa, quando a ex-namorada jogou gasolina em seu corpo, riscou um fósforo e ateou fogo no rapaz. 
O motivo do crime, segundo as investigações, é o término do relacionamento entre os dois, não aceito por Kátia. "A gente já tem certeza que foi ela que praticou o crime, mas não sabemos onde ela está escondida. Temos o mandado de prisão e estamos aguardando ela ser encontrada ou se entregar", destacou a delegada Márcia Beck, dias após o crime.
Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), a jovem já está em uma unidade prisional. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários