Estácio aposta no valor da tradição

Para fazer bonito na Sapucaí, escola contará com experiência da carnavalesca Rosa Magalhães

Por Luana Dandara

Detalhe do carro alegórico da Vermelha e Branca e o casal de mestre-sala e porta-bandeira, José Roberto e Alcione Carvalho
Detalhe do carro alegórico da Vermelha e Branca e o casal de mestre-sala e porta-bandeira, José Roberto e Alcione Carvalho -

A Estácio de Sá volta ao Grupo Especial e aposta na tradição para se destacar na Marquês de Sapucaí — agremiação estava há três anos na Série A. Para tanto, a primeira escola de samba do Brasil terá desfile assinado pela carnavalesca Rosa Magalhães, que celebra 50 anos de carreira. Já no posto de porta-bandeira, Alcione Carvalho, que está há 12 anos na Vermelha e Branca.

De acordo com Rosa Magalhães, o enredo, batizado de 'Pedra', acompanha diferentes momentos históricos em que a pedra foi protagonista. "Minha inspiração foi o poema de Carlos Drummond de Andrade. Será um trajeto que vai desde a pedra como o local das memórias passadas, de inscrições rupestres, até a pedra da lua", explica.

No abre-alas, que ostenta a tradicional figura do leão, símbolo da Estácio, cerca de oito fósseis prometem chamar a atenção do público. No quarto setor, uma alegoria com 70 componentes vai relembrar Serra Pelada, no Pará, que se tornou o maior garimpo a céu aberto do mundo e gerou imenso prejuízo ambiental para a região. "Vamos fazer um alerta pela preservação não só da natureza, mas da nossa história", destaca a carnavalesca.

50 anos de carreira

A professora Rosa Magalhães entrou para o mundo do samba em 1970 e acumula oito campeonatos. Na Estácio, trabalhou de 1987 a 1989. "Nunca pensei que chegaria a tanto tempo no Carnaval. Fico feliz de ter conseguido acompanhar as mudanças. Já fiz desfile com apenas três alegorias", lembra.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários