Policial militar é morto a tiros na Barra da Tijuca

Bandido também foi baleado; sargento não resistiu aos ferimentos

Por O Dia

Rio - Um policial militar foi morto a tiros, no início da noite desta sexta-feira, durante uma tentativa de assalto na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. O 2º sargento Sidnei Moreira dos Santos, de 41 anos, lotado no Batalhão de Vias Especiais (BPVe), foi atacado por bandidos na Avenida Ayrton Senna, próximo ao viaduto de acesso à praia da Barra, no momento em que trafegava de moto pela região. 
De acordo com as primeiras informações, o policial foi abordado pelo criminosos e reagiu, mas foi baleado na cabeça e morreu. Um dos suspeitos, também atingido por disparos, foi encaminhado a um hospital da região. Ainda não há informações sobre a identificação e estado de saúde dele. Os outros comparsas fugiram.
Com a morte do sargento, chega a nove o número de PMs assassinados no Rio somente em 2020, totalizando 13 agentes de segurança, contando um policial federal, um militar do Corpo de Bombeiros e um da Marinha. O Portal dos Procurados divulgou cartaz pedindo informações que levem à captura dos outros suspeitos. Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital estiveram no local fazendo perícia e buscam imagens de câmeras de segurança para identificar a autoria do crime.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos na morte do PM Sidnei pode denunciar pelos seguintes canais: WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Facebook/(inbox) no endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, no Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo para celular Disque Denuncia.

Todas as informações sobre o caso serão encaminhadas para Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pela DH e PM, encarregadas do caso. Ainda não há informações sobre a data e local de sepultamento de Sidnei.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários