Liga dos Amigos do Zé Pereira quer promover 'Carnaval Consciente'

Composta por oito blocos que desfilam pela Zona Sul e pelo Centro do Rio, a associação busca inovar ao trazer questões sociais e ambientais

Por O Dia

Inclusão social e meio ambiente são do carnaval Consciente, da Liga dos Amigos do Zé Pereira
Inclusão social e meio ambiente são do carnaval Consciente, da Liga dos Amigos do Zé Pereira -
Inclusão social e preservação do meio ambiente. Esses serão alguns dos temas abordados pela Liga dos Amigos do Zé Pereira para promover um “Carnaval Consciente”. Composta por oito blocos que desfilam pela Zona Sul e pelo Centro do Rio, a associação busca inovar ao trazer questões sociais e ambientais para a folia, além de oferecer um Carnaval de rua alegre, gratuito e acessível a todos.
Rodrigo Rezende, presidente da Liga Amigos do Zé Pereira, é o responsável pela coordenação do “Carnaval Consciente”. Segundo o produtor cultural, essa grande festa serve de vitrine para abordar questões muito importantes na sociedade atual. “Questões como a inclusão social, a empatia ao próximo e a preservação ambiental podem ser tratadas de forma livre, leve e divertida. E essa é a maior magia do carnaval”, explica o presidente.
O Céu na Terra desfilou ontem e abordou a pluralidade do povo brasileiro, com destaque para resistência da cultura afro-brasileira no Brasil. Já o bloco Orquestra Voadora vai desfilar na terça-feira e promete trazer a inclusão de integrantes com necessidades especiais no seu cortejo. Para isso, o bloco vai trazer o uso de imagens com audiodescrição, texto ampliado, braile e até libras. No mesmo dia, o bloco Vagalume, O Verde revela que manterá sua tradicional coleta seletiva de lixo após o desfile.
Por fim, o Quizomba terá o tema de sustentabilidade, com direito a adereços feitos com material reciclado e lixeiras de garrafa PET. O bloco que se apresenta no próximo sábado (29/2) promete fazer uma paródia da tradicional marchinha de Carnaval “Cachaça não é água”, brincando com a questão da água contaminada no Rio. “Se a CEDAE tratasse a nossa água, a água não matava não. Quem bebe água hoje é chique, para o povo é água de valão”.
A Liga dos Amigos do Zé Pereira leva anualmente mais de 300 mil foliões para as ruas.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Inclusão social e meio ambiente são do carnaval Consciente, da Liga dos Amigos do Zé Pereira Divulgação
Vagalume, o Verde todos os anos faz coleta seletiva por onde passa Divulgação
carnaval consciente Divulgação
Instrumentos com materiais reciclados dão do tom do Quizomba Divulgação

Comentários