Mulher volta da Itália e dá entrada com suspeita de coronavírus em hospital da Tijuca

Por estar com sintomas semelhantes ao Covid-19, a jovem de 20 anos foi do aeroporto diretamente para a unidade de saúde. O caso foi notificado sobre a suspeita e a mulher foi liberada para casa, conforme previsto protocolo, disse hospital

Por ADRIANO ARAÚJO

Mulher com suspeita de coronavírus deu entrada no Hospital São Vicente de Paulo, na Tijuca
Mulher com suspeita de coronavírus deu entrada no Hospital São Vicente de Paulo, na Tijuca -
Rio - Uma mulher de 20 anos retornou da Itália e deu entrada no Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), na Tijuca, com suspeita de coronavírus, no fim da tarde desta quarta-feira. Por estar com sintomas de resfriado leves, mas semelhantes ao Covid-19, ela foi do aeroporto diretamente para a unidade de saúde.
Segundo o São Vicente de Paulo, a jovem apresentava uma infecção viral leve, sem gravidade, e foram realizados testes e notificado o Centro de Informações Estratégicas e Resposta de Vigilância em Saúde do Estado do Rio de Janeiro (CIEVS), da Secretaria Estadual de Saúde, sobre a suspeita.
A mulher foi liberada por não se tratar de um caso grave, conforme prevê o protocolo, e passou por exames em sua casa. Ela deverá permanecer em quarentena enquanto aguarda o laudo com o resultado que comprovará se está com coronavírus ou não. 
Procurada, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) ainda não se pronunciou. Nesta quarta-feira, a pasta informou que são investigados cinco casos suspeitos de coronavírus no estado, identificados nos municípios do Rio de Janeiro (2), Niterói (2) e Nova Iguaçu (1).
O caso da Tijuca não estaria entre os divulgados ontem pela SES, pois o relatório fecha até 16h e a mulher que veio da Itália deu entrada no hospital no fim da tarde. O Ministério da Saúde disse, em nota, que os dados só serão atualizados na coletiva prevista para às 17h de hoje, em Brasília. 
Siga a nota na íntegra do HSVP
"A direção do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) informa que, no fim da tarde do dia 26 de fevereiro, uma paciente foi atendida na unidade com um quadro viral sem gravidade, porém, com sintomas compatíveis com o Covid-19. A paciente se dirigiu ao HSVP direto do aeroporto, após chegar de uma viagem à Itália. Ela foi atendida e liberada para a quarentena domiciliar, enquanto aguarda os resultados dos exames que estão sendo feitos para confirmar se há infecção pelo novo coronavírus.
Importante ressaltar que, desde o início da epidemia, a equipe médica e assistencial do HSVP vem se mantendo atualizada com os acontecimentos e procedimentos de controle ao novo coronavírus em nível mundial.

Além de seguir normas internacionais de qualidade e segurança, devido a ser uma unidade de saúde acreditada pela Joint Commission International (JCI), o HSVP também vem adotando os protocolos determinados pela Organização Mundial de Saúde e pelo Ministério da Saúde com vistas a garantir a qualidade do atendimento e a segurança de pacientes e profissionais em casos de infecção por coronavírus.

Desde as primeiras informações a respeito da doença, o HSVP elaborou um plano de ação específico para casos suspeitos, realizando treinamento e simulações de atendimento com sua equipe assistencial no intuito de prestar o melhor atendimento para todos os seus pacientes."
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários